Musas das escolas de samba posam para ensaios sensuais

Musas das escolas de samba posam para ensaios sens

Reprodução/Site Sambarazzo

Não é só integrante do Big Brother Brasil que tem direito a ensaio sensual. Passistas, rainhas de bateria e outros integrantes de destaque das escolas de samba cariocas também seus minutos de fama na internet, no site Sambarazzo.

A cantora Elza Soares estampa a página inicial com fotos cheias de sensualidade, com direito a uma entrevista rápida. Personalidade do samba, ela será madrinha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel e promete arrasar amanhã na Sapucaí.

Elza estreou no carnaval de 1969 no Salgueiro, mas logo deu preferência para a sua escola de coração, cuja sede é no bairro onde nasceu. Um do seus pontos altos com a escola foi em 1974, quando ela gravou "Salve a Mocidade", samba de Luiz Reis, um sucesso na época.

Anônima durante o ano inteiro e artista na avenida, Gleice Simpatia não é veterana no samba, mas tem a avenida como verdadeira paixão. E também ganhou destaque no site, com ensaio clicado por Yuri Graneiro. Costureira e dançarina, este ano ela vai brilhar como porta-bandeira da Salgueiro e nem se imagina fora dessa função na escola. "Não gosto muito nem de pensar nisso. Quando essa hora chegar, sei que vai ser muito difícil", disse em entrevista.

Já Jéssica Maia, ex-rainha de bateria, chegou à capa da Playboy no ano passado, algo inédito entre as mulheres das escolas. Também fora do Carnaval, ela aproveitou o feito de ser abre-alas da Imperatriz Leopoldinense para divulgar a maior festa popular brasileira pelo mundo. Em uma dessas viagens, ela conheceu o Panamá, inclusive virou empresária por lá, mas entre novembro e fevereiro se dedica totalmente ao Carnaval.


Assim como Paparazzo, há também ensaios com homens pra lá de sensuais, para a alegria da mulherada. Entre os destaques está o cantor Zé Paulo Sierra, intérprete da Mangueira. Faixa roxa de jiu-jitsu e praticante de muai-thay, ele falou todo orgulhoso de fazer parte da Mangueia. "É o ápice na carreira de qualquer um. Tirando o Neguinho, que eu não imagino cantando em outra escola que não seja a Beija-Flor, acho que todos gostariam de estar na nela". Ainda bem que ele saiu da carreira de bancário para brilhar na avenida.

Por Juliana Lopes

Comente