Morre o escritor José Saramago aos 87 anos

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Morre o escritor José Saramago aos 87 anos

Foto: arquivo MBPress

Hoje, a literatura mundial perdeu um de seus grandes ícones. José Saramago morreu em sua casa, em Lanzarote, Espanha, onde vivia há muitos anos. Vencedor do Prêmio Nobel da Paz, o escritor tinha 87 anos e já estava doente há algumas semanas.

Segundo informações da Fundação José Saramago, o escritor morreu às 12h30 (horário local, 7h30 em Brasília) decorrente de múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. Ele estava acompanhado da família e, nos últimos anos, foi hospitalizado várias vezes, principalmente devido a problemas respiratórios. Era casado com a jornalista e tradutora espanhola María Del Pilar Del Río Sánchez, com quem permaneceu até o fim da vida.

José de Sousa Saramago nasceu em 1922, na pequena aldeia Azinhaga, província de Ribatejo, ao sul de Portugal. Filho de camponeses, se mudou para Lisboa com apenas dois anos e lá viveu por muitos anos.

Apesar de ter se tornado um escritor de fama mundial, não teve a chance de cursar uma universidade por dificuldades financeiras. Trabalhou como mecânico, desenhista, funcionário público, editor, tradutor e jornalista. Ocupou também os cargos de diretor literário e de produção em uma editora.

Seu primeiro romance, "Terra do Pecado", foi publicado em 1947. Sua obra seguinte, "Clarabóia", foi rejeitada pela editora e permanece inédito até hoje. Em 1980, foi reconhecido ao escrever o livro "Levantado do Chão", mantendo sua notoriedade com o lançamento de "Memorial do Convento".

Em 1995, Saramago publicou o romance "Ensaio Sobre a Cegueira", um bestseller mundial que ganhou as telas de cinema em 2008, sob direção do brasileiro Fernando Meirelles. No mesmo ano, Saramago recebeu o prêmio Camões e, três anos depois, ganhou o prêmio Nobel de Literatura, o primeiro cedido a um escritor português.


Entre suas obras podemos destacar também "O Evangelho segundo Jesus Cristo" (1991), "O homem duplicado" (2002), "Ensaio sobre a lucidez" (2004), "A Viagem do Elefante" (2008) e "Caim"(2009), seu último romance.

Por Juliana Falcão (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente