Minissérie da Record terá tema bíblico

Minissérie da Record vai abusar de efeitos especia

Divulgação/ Rede Record

Vai ao ar no dia 11 de janeiro na Rede Record a primeira minissérie gravada nos estúdio Recnov, em Niterói, no Rio de Janeiro. A minissérie "A História de Ester" conta, em 10 capítulos, a trajetória de Ester ou Hadassa (nome judaico da personagem), uma órfã judia que acabou passando por um concurso de beleza e sendo escolhida pelo rei persa - Assuero - como a nova rainha. Mais tarde, Ester e Mordecai (seu pai adotivo) acabam salvando o povo judeu de um genocídio planejado por Hamã, um oficial de confiança do rei.

Apesar de o tema ser bíblico, o diretor responsável pelas gravações, João Camargo, conta que encarou a produção de forma diferente. "Quando me chamaram para dirigir, eu encarei mais como uma minissérie de época do que bíblica. Estamos tentando fazer coisas que remetam a época Renascentista e usei como referências Goya e Soucek", contou.

O papel principal fica a cargo de Gabriela Durlo, que já se destacou em outros dois papéis na Record: como a prostituta Daniela, na novela "Vidas Opostas" (2007) e no seriado "A lei e O Crime" (2009). A personagem Ester será a primeira protagonista de Gabriela. A minissérie conta ainda com um elenco conhecido e experiente, com atores como Marcos Pitombo, Juan Alba, Ewerton de Castro, Paulo Gorgulho e Vanessa Gerbelli.

Minissérie da Record vai abusar de efeitos especia

Divulgação/ Rede Record

De acordo com João, a veracidade é uma das prioridades na superprodução. "O que me entusiasmou foi esta possibilidade de fazer tudo de verdade: as roupas, os utensílios, os acessórias, as armas e, por isso, chamei um historiador para orientar os atores". Para conferir esse tom mais realista aos episódios e personagens, o diretor contou com experiências como uma viagem ao Marrocos, além de muita criatividade. "Minha intenção é fazer com que os personagens se expliquem por si só através da imagem. Vou trabalhar com a pluralidade de épocas e a viagem que fiz para o Marrocos me ajudou nesta construção. Quis sair da mesmice e oferecer aos atores uma fantasia que no dia-a-dia se perdem, além de criar um universo bem rico para que todos façam bem o trabalho. A Record me deu a possibilidade de trabalhar com um elenco maravilhoso e uma história fantástica".


A grande novidade é a abordagem das guerras retratadas em "História de Ester". Os efeitos especiais serão similares aos da produção hollywoodiana "300", que simulou a batalha entre gregos e persas. Segundo a Record, nada menos que 20 dublês, 60 figurantes e 4 cavalos tentarão reproduzir com a máxima veracidade os confrontos. Além disso, os recursos de computação gráfica serão fundamentais para multiplicar os exércitos e inovar, mostrando até mesmo guerreiros voando. Para tanto, o investimento financeiro é alto: cerca de R$ 4,5 milhões. Como resultado, a emissora espera agradar ao público, oferecendo uma nova visão da narrativa bíblica.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente