Maya Gabeira - alma surf

Maya Gabeira

Foto Divulgação

Ela tem 21 anos e é o orgulho do seu pai. No ano em que o deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) lançou sua pré-candidatura à prefeitura do Rio de Janeiro, sua filha, a surfista Maya Gabeira, arrasou nos mares e venceu o “Billabong XXL Global Big Wave Awards 2008”, na Califórnia. O campeonato é considerado o Oscar do surf.

Maya, que não tem medo de onda grande, ainda é dona do título de bicampeã na categoria “Melhor Performance Feminina”, por sua atuação nas ondas de Teahupoo (Tahiti), Ghost Trees (Califórnia), Mavericks (Califórnia), Dungeons (África do Sul) e Waimea (Havaí).

A carioca é um exemplo de que o surf brasileiro está crescendo, principalmente entre as mulheres, e o país é um celeiro de talentos no quesito esportistas. “Me interessei pelo esporte quando tinha 14 anos, incentivada por um ex-namorado. Entrei na escolinha de surf no Arpoador e nunca mais parei”, conta Maya.

Surfista profissional desde 2007, a loira conta que sempre recebeu o apoio do pai. “Muitos não conseguiam enxergar uma carreira no que eu fazia e na vontade que tinha de viajar em busca de ondas grandes”, desabafa Maya, que vive para lá e para cá, entre Rio de Janeiro, Califórnia e Havaí.

Maya Gabeira enfrentando a grande onda

Maya Gabeira em ação no Havaí / Foto Divulgação

“Amo o que eu faço, mas também adoro quando chega o inverno e fico um bom tempo em Oahu, no Havaí. As praias no Brasil são lindas, mas infelizmente não temos a constância em qualidade de ondas”, afirma a fã dos surfistas Carlos Burle, Danilo Couto e (claro) Kelly Slater.

“O surf me trouxe uma busca constante pela evolução e autoconhecimento, além da superação de limites! Por causa da prática, me sinto muito saudável e de bem com meu corpo. Procuro melhorar cada vez mais e no futuro, quero surfar Jaws (ondas com no mínimo 20 metros)”, diz Maya.

Fonte - MBPress

Comente