Márcia Tiburi critica ex-colegas de "Saia Justa"

Márcia Tiburi critica excolegas

Foto/Reprodução Facebook

Em entrevista à revista "Lola" de agosto, a filósofa Márcia Tiburi não teve papas na língua para falar sobre os cinco anos que passou no programa "Saia Justa". Sobre as ex-colegas de trabalho (Luana Piovani, Maitê Proença, Betty Lago e Mônica Waldvogel), a gaúcha declarou:

"Com todo respeito, nem todo mundo ali sabia o que o debate significava. Era de lascar. Eu não queria que elas concordassem comigo, mas, pelo amor de Deus, que apresentassem um argumento válido!", disparou.

Márcia disse que passou a ser mais feminista depois que integrou a equipe do programa. Segundo ela, o grupo era muito conservador.

"No ‘Saia justa’ percebi que as próprias mulheres denigrem as mulheres. A Mônica também sacou isso. Mas as outras não tinham condição de entender o que estava se passando. A Luana Piovani era uma bobinha do mal. A Maitê é a Luana vezes dois. Era insuportável. A Betty Lago era divertida, mas uma bobalhona", alfinetou.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente