Helô Pinheiro - a vida da eterna Garota de Ipanema

Helô Pinheiro  a vida da eterna Garota de Ipanema

Helô Pinheiro é sinônimo de Garota de Ipanema, não há como negar. Agora, quer ser sinônimo também de superação. No final de abril, ela se apresentou no programa do Faustão, no quatro “A Dança dos Famosos”, e mostrou que no topo dos 60 anos pode saltar, girar e vencer os medos. Inclusive o da desclassificação.

Helô foi eliminada já na primeira apresentação e agora volta apenas na repescagem do quadro, que deve acontecer dia 24 de maio. A eliminação aconteceu devido a uma confusão já esclarecida com um dos jurados. “Eu me decepcionei muito na hora, porque dei o meu melhor, achei que tinha me superado. Me senti injustiçada mas agora vou me esforçar ainda mais para as próximas apresentações”, diz.

A musa inspiradora de Tom e Vinicius é casada, mãe de quatro filhos e avó de duas netas. Aproveitou o estigma de garota de praia para abrir uma loja de biquínis, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Logo deve lançar também uma linha de shampoos, com o próprio nome. “E depois da participação na Dança, quem sabe não lanço também uma coleção de moda fitness”, planeja. Helô não nega a vontade de voltar às novelas da Globo e declara que seria um sonho estar no ar mais uma vez.

E esse planejar eterno é marca registrada de Helô. Além do curso de psicologia, que fez ainda jovem, acaba de se formar no curso de Direito. E ela nem pensa em advogar. “Fiz porque a cabeça da gente não pode parar. Não adianta só exercitar o corpo”, conta. Helô se define como um espírito jovem - se dá bem com os filhos, brinca com as netas, pratica aerojazz, faz alongamento e exercícios para os braços. Para manter esse agito todo, cuida da alimentação, prefere as verduras, os legumes e a carne de frango. “Mas me derreto por chocolate, confesso”.

Quando sobra um tempo no meio da correria do dia-a-dia, ela gosta de ler, ver televisão e fazer as bonecas de pano que tanto adora. Hoje, apenas as netas são privilegiadas com o mimo feito pela avó mais bonita de Ipanema. Mas logo, mais gente poderá comprar. “Estou preparando uma coleção, com mais modelos, para poder vender. Eu adoro fazer as bonecas. É uma terapia”, diz.

Muito ligada à família, Helô fala que o maior prêmio que a vida poderia lhe dar é a harmonia dentro de casa. “Acho que os casais perderam um pouco a paciência e a tolerância. Para ter uma vida tranquila é preciso passar por cima das coisas, fechar os olhos, perdoar. Ninguém é perfeito, todo mundo erra e é preciso aprender a relevar”, dá a dica.

leia também


Ser a musa que inspirou os versos da música mais conhecida do Brasil trouxe muitas alegrias para Helô. “Foi um presente, num momento muito importante da minha vida”, diz. Mas o estigma de ser apenas um corpo de biquíni na praia, segundo a própria Helô, prejudicou um pouco sua carreira. “As pessoas não valorizavam o conteúdo, achavam que eu não podia fazer determinados comerciais ou trabalhos”, lembra.

Hoje ela fala feliz da vida do retorno que o público tem dado, principalmente depois da reaparição no programa do Faustão. “É muito gostosa essa relação. O pessoal me para na rua, me cumprimenta e diz que represento um pouco o Rio de Janeiro”. Para muita gente, ela representa é o Brasil!

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente