Fim do caso: Carolina Dieckmann elogia agilidade da polícia

Fim do caso Carolina Dieckmann

Foto: Divulgação

Conforme matéria veiculada no Fantástico de domingo (13), as investigações sobre o vazamentos de dezenas de fotos íntimas de Carolina Dieckmann chegaram ao fim este fim de semana e tiveram um desfecho satisfatório.

Por meio de seu advogado, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, a atriz se disse satisfeita com o trabalho da polícia. "Ela estava tocando a vida dela, mas sempre preocupada com o processo. Agora, sem dúvida, ela está mais tranquila. Fazer um enfrentamento desse e chegar aos responsáveis em uma semana é motivo de grande tranquilidade", disse em entrevista ao G1.

No começo do mês de maio, 36 fotos de Carolina Dieckmann nua foram divulgadas na internet. Segundo as investigações Leonan Santos, de 20 anos, é o principal suspeito de ter invadido o computador da atriz e furtado os arquivos. O rapaz teria enviado as fotos para Diego Fernando Cruz, de 25 anos, e este as direcionado para Pedro Henrique Mathias, dono de um site pornográfico. As ligações para atriz teriam sido feitas por um adolescente, cujo nome não foi revelado pela polícia.


A investigação foi conduzida pelo delegado Gilson Perdigão, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Internet (DRCI). E segundo o inspetor Rodrigo Valle, os rapazes teriam enviado um spam para Carolina que, sem querer, clicou e abriu o arquivo em seu computador, permitindo que os hackers tivessem acesso ao seu computador. Ao todo foram furtados cerca de 60 arquivos.

Aqui no Brasil ainda não existe uma lei específica para crimes de informática. Assim, os rapazes que invadiram os arquivos de Carolina Dieckmann poderão ser indiciados por furto, extorsão qualificada e difamação. A pena pode totalizar 15 anos de prisão.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente