Divisão de bens - separação de Sthefany Brito e Alexandre Pato

Divisão de bens  separação de Sthefany Brito e Ale

Foto: arquivo MBPress.

Quando Sthefany Brito e Alexandre Pato se casaram a história tinha ares de contos de fadas. Mas passados nove meses o casório já chegou ao fim e o que se vê é um enredo bem diferente. Desde a semana passada muito vem sido falado sobre a separação e hoje a polêmica se tornou ainda maior porque o jornal Extra publicou que a atriz dirá à Justiça que foi coagida pelo jogador de futebol dias antes do casamento por causa da divisão de bens.

Segundo a publicação o casal assinou um documento no dia 25 de maio de 2009 em que constava a união em comunhão parcial de bens. Porém, em um segundo contrato, assinado nove dias depois, ambos optaram por separação total de bens. Sthefany pretende agora apresentar os dois contratos na Justiça e, ainda de acordo com a publicação dirá ter sido coagida pelo ex-marido dias antes de casar para assinar esse segundo contrato.

Vale lembrar que a comunhão parcial de bens é a maneira automática, não é necessário assinar nada para que esteja valendo. Trata-se da partilha dos bens e dívidas a partir do que foi adquirido durante a união. Ou seja, o que for conquistado depois do casamento é dividido igualmente entre as duas partes. Já na separação total, como o nome já diz, o dinheiro conquistado depois da união por cada um é de cada um. Neste regime não é necessário, por exemplo, a assinatura do companheiro para abrir contas em bancos, participar de sociedades comerciais ou mesmo vender um imóvel.

Outra notícia ventilada sobre o assunto é que a separação não será amigável, mas sim litigiosa, pedida pelo jogador contra a atriz no dia 29 de abril. Essa opção aparece quando não se chega a um acordo na divisão de bens ou se um dos dois não aceita a separação. Nesse caso, o divórcio só pode ser encaminhado depois que a separação de fato completar dois anos. Enquanto isso, o advogado solicita ao juiz que estabeleça a pensão e no caso do casal ter filhos, a guarda das crianças e o direito de visitas, tudo de maneira provisória.

Muito tem sido falado sobre os motivos da separação do casal. Amigos do jogador disseram que ele teria tomado tal atitude depois que a mãe da atriz, Sandra Brito, passou a morar na casa dos dois, em Milão, e com isso começou a interferir muito na vida do casal.

Já amigos da família da atriz negam essa versão e dizem que Sandra só foi para Milão quando a crise já estava instalada e que antes disso os dois já estavam brigando muito. O motivo das seriam as noitadas que Pato começou a frequentar após se machucar, no final de fevereiro, e consequentemente ficar sem jogar. O advogado da atriz declarou ainda que ele cortou cartão de crédito, deixou de prover o lar e tirou até a internet que a atriz usava para falar com a família no Brasil.

Sthefany contou a revista italiana Stadio Sport que já tem um novo amor. Ela disse em entrevista, divulgada hoje, que está namorando com o também jogador brasileiro Marcus Diniz, zagueiro do time Livorno, da Itália.


Vale lembrar que os Sthefany e Pato se casaram em julho de 2009. A festa foi nos salões do Copacabana Palace, avaliada em R$1 milhão.

Por Larissa Alvarez

Comente