Dicas para se tornar uma pessoa famosa

Dicas para conquistar a fama

Daniel Carvalho (Katylene). Foto: Lucas Fonseca. Divulgação

Algumas pessoas conquistam a fama através de contas bancárias bem gordas, outras por meio de seus atrativos físicos. Ou ainda de maneira mais fácil: basta ser filho de uma celebridade para se tornar automaticamente famoso. Mas como as pessoas comuns podem fazer para alcançar a tão desejada fama? O livro "Fama", escrito por Nara Damante, veio para responder a essas questões. Em pouco mais de cem páginas, ele dá ao leitor uma espécie de manual para se alcançar um status digno de Eike Batista.

Uma das dicas de Nara é escrever um livro ou um site revelador. Ela argumenta que quando uma história é registrada em livro ou na internet, as pessoas passam a lhe dar mais crédito e mostram a informação para amigos. Isso se reforça em uma era onde as pessoas têm necessidade de reafirmar sua personalidade, divulgar e compartilhar suas descobertas em sites de relacionamento como Facebook e Twitter.

Um exemplo disso é Katylene, o pseudônimo de uma drag Queen criado pelo DJ de 22 anos Daniel Carvalho. Hoje, o blog de fofocas que ele, ou melhor, Katylene escreve, recebe cerca de um milhão de acessos por mês. Nada mal para quem começou despretensiosamente.

A autora também diz que escrever biografias não-autorizadas é uma boa estratégia para se aproximar da fama. Mas há uma técnica que perto dessa é quase infalível: ter bons atributos físicos. Não importa se é homem ou mulher; ter o corpo da Beyoncé ou o físico de Hugh Jackman dá um empurrãozinho para que qualquer um chegue mais perto de ser uma celebridade. E se você for parente ou casado com uma pessoa famosa as chances de alcançar o mesmo status se multiplicam. Vide Mirella Santos. A subcelebridade de 27 anos já foi dançarina do Faustão, mas só conseguiu ser estampada nas capas das revistas de fofoca depois do relacionamento com o cantor Latino.


Nara diz que ter parentes famosos ou muito dinheiro podem ser fatores positivos na hora de se tornar uma pessoa célebre. Um exemplo disso é Pippa Middleton. A irmã de Kate pegou carona na febre do casamento real e fez sucesso com um combo entre ser parente da princesa e da família real britânica e ter seus atributos físicos ressaltados pelo tão falado vestido branco. A autora de "Fama" aponta, ainda, que ser reconhecidamente fofoqueiro também é uma ferramenta poderosa. Ajudar a fomentar a fama dos outros ou espalhar boatos para criar desafetos é um bom instrumento para atrair a atenção também para si mesmo.

Por Giulia Lanzuolo (MBPress)

Comente