Denúncias falsas: novelas podem nos fazer duvidar das nossas mulheres

Por décadas de teledramaturgia as mulher que denuncia agressão só quer prejudicar o homem - Veja como este tipo de trama reflete na vida real
agressão falsa a força do querer

Cibele (Bruna Linzmeyer) acusar falsamente Ruy (Fiuk) de agredi-la. Foto: Reprodução

Após o escândalo da denúncia pública de assédio de Zé Mayer com a ex-figurinista da Rede Globo, Su Tonani tomar grandes proporções e forçar a vítima a se pronunciar diante dos boatos de curiosos, duas novelas do canal terão o mesmo drama em seu roteiro: cenas de mulheres que acusam falsamente homens de agressão. Mas o que tem de errado nisso? É só uma trama fictícia, certo? ERRADO.

Mostrar uma mulher denunciando um homem somente por vingança ou má-fé apenas reforça o machismo já presente na sociedade. "Será que foi isso mesmo?", "Ela não está exagerando?", "Cadê as provas, alguém viu?", são perguntas recorrentes das pessoas em geral quando as denúncias vêm à tona. Este tipo de dúvida deixa as reais vítimas de agressão, assédio e abuso em posições delicadas, afinal, quando um homem tem poder, seja econômico ou social, ele sempre está em posição privilegiada e acima de qualquer suspeita. Aqui alguns casos que também despertaram a desconfiança do público até serem provados:

Novela não é escola, e isto e fato. Porém por reter a atenção de milhares de brasileiros todos os dias, elas acabam possuindo um grande poder social que pode - ou não - ser usado a favor dos expectadores. Na realidade, uma em cada três mulheres sofreu algum tipo de violência no último ano, segundo uma pesquisa feita pelo Datafolha. Só de agressões físicas, o número é alarmante: 503 mulheres brasileiras vítimas a cada hora. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), porém, só 10% dos estupros chegam a ser denunciados no nosso país. Ou seja, MUITO CRIME para POUCA DENÚNCIA.

A culpa da fa novelas, mas te convidando a pensar sobre o papel delas na vida dos brasileiros. Todos sabemos que este tipo de roteiro sempre foi naturalizado - por décadas de teledramaturgia nós vimos mulheres sendo ardilosas, maquiavélicas, mentirosas e sem escrúpulos – mas o fato é que precisamos desconstruir este conceito de que as mulheres têm um comportamento "louco". É com medo de serem chamadas de mentirosas e malucas, que uma infinidade de mulheres diariamente são agredidas e assediadas em silêncio. Por fim, veja abaixo quais cenas que passarão nas novelas "A Força do Querer" e "Rock Story" e tire suas próprias conclusões. A notícia é da coluna de Mauricio Stycer.

Novelas da Globo retratam denúncias falsas de agressão

agressão falsa novelas

Foto: Reprodução

De acordo com a coluna de Mauricio Stycer, Rock Story e A Força do Querer vão exibir nos próximos capítulos as situações. Na primeira novela, Mariane (Ana Cecília Costa) vai acusar Gui (Vladimir Brichta) de falsa violência, influenciada pela ideia de Lázaro (João Vicente de Castro).

Já na segunda produção, Cibele (Bruna Linzmeyer) vai ter uma discussão com Ruy (Fiuk), durante a qual ele a segurará pelo braço. A personagem, então, irá denunciá-lo na delegacia sob o argumento de que a agressão é recorrente. Ela relatará: "Me agrediu, quase quebrou meu braço, torceu meu braço, até arrebentou minha pulseira! Estou com o ombro todo doído, de quando ele me empurrou, me imprensou na parede". Nas duas novelas, Gui e Ruy são ex-namorados das personagens.

Por Thamirys Teixeira

Comente