Cássia Eller e Britney Spears: memórias do Rock in Rio

Memórias do Rock in Rio

Britney. Foto: Divulgação

Hoje começa um dos maiores festivais de música do mundo: o Rock in Rio. Nos primeiros anos, o foco mesmo era o rock n’roll, mas hoje o que vale é a mistura. Tanto é que artistas dos mais diferentes estilos vão subir ao palco principal e levar ao delírio pessoas de gostos distintos, mais unidas pela boa música. Há quem não concorde muito com a miscelânea de estilos musicais, tanto assim que já no twitter podemos observar a hastag "Pop In Rio"

Além dos shows que não sairão da memória de quem esteve presente em uma das edições, algumas situações, sejam elas inusitadas ou decepcionantes, também vão entrar para o livro de histórias do Rock in Rio.

Na edição de 2001, por exemplo, um dos destaques foi Cássia Eller, quer se apresentou no segundo dia de festival ao lado do filho Chicão. Pouco acostumada a usar sutiã, a estrela levantou a blusa e mostrou os seios enquanto cantava "Come Together", dos Beatles, deixando o público maluco.

No mesmo ano que decepcionou foi Britney Spears. A cantora trouxe ao Brasil a tal "base pré-gravada", ou seja o playback. A escritora, cantora, bailarina e atriz americana tentou se explicar, alegando que as coreografias exigiam certos recursos.. Mas, poxa, porque eu vou pagar caro para ouvir playback? Não é mais fácil e bem mais barato baixar as músicas?


Polêmicas à parte, esperamos que o festival seja um sucesso e recheado de boas histórias e muita música. A última edição do Rock in Rio, em 2001, reuniu números bacanas: foram ao todo 160 horas de show com 1.196 músicas executadas. O que será que podemos esperar para este ano?

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: glitter rock in rio cássia eller #pop in rio