Carla Bruni-Sarkozy acha que o lugar da mulher é em casa

“Lugar da mulher é em casa”

Foto: Divulgação

A ex-primeira dama francesa Carla Bruni-Sarkozy estrelou a capa da revista "Vogue" francesa e deve ter impressionado as mulheres com suas opiniões. A ex-modelo e cantora disse que dispensa a atual bandeira da independência levantada pelas mulheres e pensa que o lugar da mulher é em casa.

"Eu não sou uma ativista do feminismo. Pelo contrário. Sou uma burguesa. Eu amo a vida em família. Gosto de fazer as mesmas coisas todos os dias", declarou. Carla compartilha algumas opiniões com o marido, o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, mas discorda dele quando o assunto envolve homossexualidade.

"Eu sou a favor do casamento homossexual e da adoção. Eu tenho muitos amigos que estão nesta situação e eu não vejo nada de instável ou perverso". A ex-modelo e cantora, que já trocou beijos e abraços com Mick Jagger e Eric Clapton, polemizou mais ainda ao dizer que a monogamia era algo chato.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente