Beleza das mulheres também é destaque no Pan

Musas do Pan

Nado Sincronizado: Foto Reprodução/CBDA. Vôlei Feminino: Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto/COB.

Além do bom desempenho, muitas brasileiras que participam do Pan de Guadalajara têm chamado a atenção pela beleza e corpo escultural. E como já é de praxe em toda competição esportiva, algumas mulheres ganharam status de musas.

Naiara e Lara, no nado sincronizado, esbanjaram beleza nas piscinas. Com talento de sobra e figurino caprichado - elas usaram maiôs estampados com criações de Romero Brito - a dupla garantiu a medalha de bronze.

As meninas de ouro do vôlei também estão na lista. Tanto na quadra como na praia, as moçoilas passaram por cima das adversárias e fizeram a alegria da ala masculina. E, claro, não podemos nos esquecer de citar a bela Jaqueline, que por conta de uma lesão logo no primeiro jogo, precisou interromper sua participação no Pan.

Angélica Kvieczynski, da ginástica rítmica, também conquistou seu lugar no pódio dos Jogos Pan-americanos e na lista de musas. Muito meiga, a mocinha caiu nas graças e deixou muita gente boqueaberta ao caprichar na leveza e na elasticidade.


Infelizmente, nem todas as nossas belas brasileiras conquistaram medalhas. Ana Cláudia Duarte, do tênis, foi eliminada na primeira rodada, mas não deixou de encantar o público com sua beleza. O mesmo aconteceu com Carolina Mussi, da natação, que não conseguiu classificação para os 100 metros peito, e com Luiza Almeida, do hipismo, que ficou na 20ª colocação e não se classificou para a final.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente