BBB 10 - Paredão de peso e polêmica sobre homofobia

BBB 10  Paredão de peso e polêmica sobre homofobia

Marcelo Dourado. Foto: divulgação/ Globo.

Na noite de ontem (21), se formou no Big Brother Brasil o Paredão mais forte do programa até agora. Com protagonistas de peso, a berlinda vai finalmente mostrar aos brothers como anda a moral de Marcelo Dourado, Angélica e Dicesar do lado de fora da casa.

Dourado já deu boas mostras de que tem torcida forte. Já ganhou Poder Supremo, por escolha do público, e levou até um carro, com a melhor foto numa disputa - também escolhida pelos internautas.

O participante Dourado carrega as conseqüências da polêmica em torno de suas declarações no programa. A ABGLT - Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, entidade de abrangência nacional que congrega 237 organizações congêneres e tem como objetivo a defesa e promoção da cidadania desses segmentos da população, divulgou hoje para a imprensa uma nota de repúdio às declarações e ações que julgam homofóbicas e machistas do participante.

"É preciso envidar esforços, a exemplo da iniciativa do governo federal, através do Plano Nacional de Promoção dos Direitos Humanos e Cidadania LGBT, para que se diminuem o preconceito e a discriminação contra pessoas LGBT, e que se promova o respeito às diferenças, quaisquer que sejam, existentes entre as pessoas que compõem nossa sociedade. Os meios de comunicação têm um papel chave nesta empreitada", diz na nota Toni Reis, Presidente da ABGLT.

Nas bancas de jornais, é possível ver o rosto de Dicesar estampando capas de revistas como o preferido do BBB e enquetes também afirmam que o drag tem a força. Acabou no Paredão por tentar circular entre todos os grupos da casa e não definir posição. Gosta de fofoca e não perde a chance de alfinetar quem estiver fora da conversa.

Angélica chegou de fininho no programa, mas já mostrou ao que veio. Sincera, acabou batendo de frente com um jogador forte, experiente. Na briga de frente com Dourado, pode ter assinado a própria carta de despedida do prêmio de R$ 1 milhão.

Dessa vez, o Paredão foi formado de um jeito esquisito, cheio de surpresas, bem como Boninho gosta. Os confinados podiam escolher Angélica ou Cláudia, que estavam no Quarto Branco, para ir direto à berlinda. Sérgio, que também estava no quarto, não pode ser votado, já que ganhou imunidade do público. Pela maioria, Angélica foi a primeira emparedada. O Líder Eliéser indicou Dourado para disputar a permanência no reality e Dicesar foi o mais votado no confessionário (Anamara, Dourado, Eliane e Kadu votaram no maquiador).

Apesar de toda polêmica envolvendo Dourado - principalmente com relação ao preconceito contra os homossexuais e a declarações duvidosas - ele deve levar a melhor nesse Paredão colorido.


Ao disputar com uma lésbica e um gay assumidos, o machismo de Dourado deve levar a melhor. Pelo menos é o que indicam as enquetes do mundo virtual. A dúvida é se o público não está mesmo preparado para se ver representado plenamente na televisão (com todos as opções sexuais). Ou se preferem o estereotipo (sincero) de machão que Dourado representa tão bem. Essa dúvida, nem o percentual de votos dados aqui fora, ou espiar freneticamente lá dentro, vão desvendar.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente