Apagão diverte os famosos

Apagão diverte os famosos

Twitter/Sabrina Satto

Na noite de ontem, enquanto boa parte do Brasil ficou às escuras por conta de um apagão elétrico, quem tinha acesso à internet pelo celular ou até pelo notebook, com internet móvel, aproveitou para atualizar redes sociais e blogs. O Twitter, claro, foi a coqueluche do apagão e colocou a palavra "Itaipu" entre os "trending topics" (ou palavras mais citadas) por algumas horas. Os famosos, é claro, não perderam a chance de se pronunciar.

"Por favor... Vamos nos divertir! Gato mia no escurooooo...", escreveu Boninho. A primeira a responder ao diretor foi Fernanda Paes Leme, que escreveu um simples "Miau". "Nunca antes na história desse país eu fiquei tanto tempo no escuro... e sozinha! Ou melhor, com tanta gente...", completou depois. A atriz Thaila Ayala estranhou a cidade no escuro. "Meu, o mundo vai acabar!!!!!", postou.

O casal Luciano Huck e Angélica, "twitteiros" de plantão, não perderam o bom humor. "Deve ser um viral daquele filme que vão lançar sobre o ‘fim do mundo’. Quem será a agência?", publicou o apresentador, fazendo referência ao longa "2012", que estreia sexta.

Marcos Mion ficou assustado, e contou que houve um estouro na rua. Carolina Dieckmann, que estava em uma festa quando a luz acabou, se preocupou com os 14 andares de escada que precisaria enfrentar para chegar em casa. A atriz questionou onde estaria Willian Bonner, viciado em Twitter, e que não postou nadinha na noite de terça. Hoje cedo, foi ele mesmo quem explicou o motivo. "Lição: não perca chances de recarregar bateria de celular. Você nunca sabe quando vai precisar".


Fiorella Mattheis publicou uma foto do Rio de Janeiro no escuro e escreveu: "Orla Ipanema/Leblon sem luz, medo!". Ela pensou em Madonna, que está visitando o Brasil. "Imaginem a cara da Madonna nesse momento, sem ar condicionado em sua suíte presidencial". Sabrina Satto não perdeu a chance de fazer a unha e se depilar, mesmo à luz de vela. A bela também publicou foto no Twitter.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente