5 momentos do Globo de Ouro que mostraram a força das mulheres

Atrizes vestiram preto para denunciar assédio sexual em Hollywood. A mobilização vem na sequência das dezenas de acusações de estupro contra o produtor Harvey Weinstein, feitas por diversas atrizes.

Oprah Winfrey foi aplaudida de pé depois de seu discurso na 75a edição do Globo de Ouro. Foto: Reuters

Afinal, o que esperar da foi primeira grande premiação desde a onda de denúncias de assédio sexual que devastou Hollywood em 2017? A resposta é: uma verdadeira onda de empoderamento, protestos e muita inspiração! Vamos listar alguns dos melhores momentos do Globo de Ouro, que aconteceu no domingo (07.01), em Los Angeles.

1) Atrizes vestiram preto em protesto

Yvonne Strahovski, de "Handmaid's Tale", no Globo de Ouro (Foto: REUTERS/Mario Anzuoni)

O red carpet gera grandes expectativas pelos melhores looks, mas desta vez o lugar do glamour foi usado para uma causa maior: a campanha do Time's Up, entidade recém-criada por mulheres que trabalham na indústria cinematográfica para lutar contra o assédio e a desigualdade de gênero no ambiente de trabalho.

Com o endosso de mulheres como a roteirista Shonda Rhimes e as atrizes Meryl Streep e Reese Witherspoon, o Time's Up lançou sua primeira ação com um pedido: que as convidadas para o Globo de Ouro deste ano usassem preto para a festa, usualmente conhecida por seu tom mais informal e divertido do que os Oscars.

Os homens demonstraram seu apoio à causa, vestindo cores escuras e carregando discretos adesivos com a inscrição Time's Up.

2) O assunto não foi ignorado

O apresentador Seth Meyers não perdeu tempo para falar sobre o assunto. Subiu ao palco e deu boa noite às senhoras e "aos senhores que sobraram", referindo-se à enorme quantidade de artistas homens que tiveram a carreira destruída por causa de denúncias de assédio ou abuso.

3) A alfinetada de Natalie Portman 

 

Presenter Natalie Portman (@nportmanofficial). Video by Ramona Rosales (@ramona_rosales). #GoldenGlobes

Uma publicação compartilhada por Golden Globes (@goldenglobes) em

Apesar das mulheres já estarem trazendo assuntos como desigualdade salarial e machismo nas perguntas jornalisticas à tona, algumas coisas ainda não mudaram, como a falta de mulheres indicadas para algumas premiações. Por isso, ao apresentar a categoria de melhor direção, Natalie Portman alfinetou a ausência de cineastas mulheres na categoria:

— Aqui estão todos os indicados homens.

4) Homenagens feministas

Elisabeth Moss, melhor atriz em série dramática por "The handmaid's tale", reforçou o tom feminista da cerimônia ao dedicar o prêmio à escritora Margaret Atwood:

— Não vivemos mais nos espaços em branco, no canto das páginas. Não vivemos mais nos buracos entre as histórias. Somos as histórias e estamos escrevendo nossas próprias histórias — afirmou, sendo muito, muito aplaudida.

5) O grande discurso de Oprah

Oprah Winfrey, a homenageada com o troféu Cecil B., falou sobre os negros e mulheres, sendo aplaudida por todos no teatro.

"Um novo dia está no horizonte. E, quando esse dia chegar, será por causa de muitas mulheres maravilhosas, muitas delas estão aqui. Quem sabe nesse dia nenhuma mulher terá que dizer 'eu também'.

Ela resumiu o espírito da noite encerrando o discurso com um recado para os homens predadores:

— A hora de vocês acabou.

Comente