vou de táxi...

meu marido é taxista, e lindo, moreno, alto, atleta (modéstia à parte) e essa profisão é famosa por expô-los à inúmeras situações que enfrentam no decorrer do trabalho... homosexuais querendo pagar a "hora parada", mulheres querendo pagá-lo de "outra" forma, umas carentes, outras bem-sucedidas querendo sobresair-se por isso, algumas sem auto-estima e etc. ele paga prestação do carro e o colégio das crianças, trabalha o dia todo, ai de manhã cedo e volta de madrugada (não sei como aquenta) e como nossa relação não vai bem, isso torna-se pior ainda! quase não no vemos mais, transar então uma vez ou outra, difícil! e ele às vezes sonha, tem ereção (isso é normal, até vontade de urinar provoca ereção) e aí eu fico como??? abandonada, perdida, sem saber o q pensar... ele diz q não tem nada claro! eu tô me sentindo péssima, muito triste!!! ele mal vê as crianças e eu não posso nem reclamar pq ele tem q pagar as contas e é muito difícil fazer o dinheiro e blá, blá, blá... não sei o q fazer, tô mais sozinha do que nunca! aí ele chega na madruga, come e bebe tudo, deixa tudo sujo, corta cabelo, faz barba, perturba meu sono, me deixa irada ... parece q minha casa virou um pit-stop!!! q ódioooo, háááááá tem algum taxista aí ??? alguma esposa de taxista ??? amigo, parente ??? preciso saber a verdadeira realidade dessa profissão... fala ae galera...

Comente

Assuntos relacionados: tristeza abandono solidão taxi