Voltando ao passado

Eu estava lendo uma postagem no termometro e me lembrei de uma historia vivida há muito tempo atras...

Desde os 12 anos de idade eu ficava nessa coisa de beijo abraço com um primo do meu primo (!!)

Pois bem, ele morava na capital e eu no interior. Todas as férias ele vinha e a gente ficava se encontrando escondido debaixo das marquises e em qualquer cantinho aconchegante, já q a familia era veementemente contra! Pudera, eu menina do interior, ele um marmanjo da capital, bronzeado e de cabelo dourado e comprido.

'A medida q eu ia crescendo, os carinhos iam se " aperfeiçoando" , no entanto, nunca consumados. Eu nunca o esqueci na minha vida! Muito menos ele a mim!

Eu arrumei namorado, casei, tive filhos e ele idem. Aos 29 anos eu me separei e numa das minhas visitas 'a capital, nos encontramos e tudo voltou como antes!

Parecia que o tempo não tinha passado pra nós!

Conversamos, rimos, lembramos de nós e transamos deliciosamente num colchão sem lençol emprestado de uma casa que nao sei até hoje de quem era!

Pronto. Passou. Ficamos tão felizes, mas tão felizes que somos amigos até hoje!

Ele me ligou algumas vezes dizendo o quanto foi importante e eu nao me senti nenhum pouco culpada, pois embora eu tambem tivesse um namorado maravilhoso e ele casado e com filho pequeno, essa história era muito nossa. Muito particular e apenas minha e dele. Nada mudou de lugar, apenas voltamos ao nosso passado particular.

Comente