VOCÊ VEM SEMPRE AQUI??

Levando em conta as estatísticas do meu clã de amigas, a população de solteiras vem crescendo consideravelmente em diversas faixas etárias.

Eu por exemplo, tenho 28 anos e estou separada a seis meses( e muito feliz com a vida de solteira obrigada)e nessa última viajem que fizemos juntas no carnaval,fomos em número avassalador, com 8 solteiras e apenas 2 casais de amigos, que obviamente foram isolados e ignorados pela própria condição de quererem privacidade, rsss...

Muita conversa sobre o drama de estarmos disponíveis num mundo altamente competitivo, onde as vezes é mais fácil tirar uma ótima nota em cálculo do que se envolver com alguém que a respeite, ficou evidente que a grande dificuldade desse retorno a ativa é o ato de paquerar.

Estávamos acomodadas na nossa vidinha amorosa bem mais ou menos, e não mais que de repente nos encontramos de volta ao mundo selvagem da caça.

Ninguém admitirá que está caçando, até porque a imagem de princesa made in Disney não pode ser arranhada, mas é fato de que paquerar requer treino e realmente não é uma tarefa fácil.

Saímos, nos divertimos e bebemos, porque beber é necessário para auto conhecimento e socialização (teoria que divido com grande parte da população mundial),mas quando percebemos que somos observadas com interesse, há uma enorme dificuldade de retribuirmos o olhar.

Parece simples,porém é mais complexo do que se imagina quando não se faz isso há um bom tempo. Muitas mulheres que conheço, inclusive eu, não consegue olhar o alvo fixamente por mais de 2 segundos e isso demonstra para o cidadão que você não está interessada, quando na verdade, até poderia estar e isso muitas vezes impede uma conversa agradável.

No mais, estamos tentando nos habituar as atuais condições e encarar tudo isso com diversão e crescimento.

Reaprender é sempre prazeroso, seja paquerar, seja viver... e a melhor fase é aquela onde você se apaixona pelo seu “EU” e consegue conviver tranquilamente com o fato de não ter uma companhia amorosa.

Todo esse equilíbrio é fundamental para que não haja dependência emocional quando você encontrar aquele amor interessante, porque ninguém é mais interessante do que você e o seu mundo, portanto não deve ser mais importante do que o valor real que ele venha a ter.

Sugestão diária para a amiga leitora é de sempre paquerar, se você não tiver um alvo pré-determinado é claro, e se divertir com isso até conseguir ter um domínio razoável sobre a timidez e demonstrar a mulher sedutora que você é.

Comente