Você admira quem ama?

Você admira quem ama

Admiração é a irmã do amor. Foto: © W2 Photography/Corbis

Responder a essa pergunta acaba gerando outra questão: "Dá para amar sem admirar?", certamente que não. Porém, também depende de cada um, da fase de vida e do conceito das pessoas frente ao amor e à vida. O amor é tão misterioso quanto maravilhoso e pode nascer da admiração, sim, e acaba se mantendo por conta dela também.

Muitas vezes, nós perdoamos erros, mentiras e até podemos tentar compreender certas manias do ego masculino, mas o amor morre de fato quando deixamos de admirar aquela pessoa que está ao nosso lado.

Com o passar do tempo, o amor muda, o que não muda é aquele jeito de olhar o outro e ver ainda aquela pessoa por quem nos apaixonamos e que mais tarde amamos. E sabem o que é isso? É admiração, que poderíamos traduzir como respeito a tudo que essa pessoa é, seu jeito, suas coisas, sua identidade e o modo de ver a vida. É por isso que as pessoas continuam juntas depois de décadas. O amor engloba isso e outras coisas nem tão sensuais ou excitantes.

A admiração só precisa ser cultivada para existir, neste caso as pessoas só precisam ser quem elas são, ou seja, é necessário lealdade consigo mesmo e com o outro. Podemos entender essa lealdade como um pacto que um casal secretamente estabelece para ambos. Cada casal cria o seu. Aí não há relacionamento que não tenha uma boa pitada de admiração.

E você, já parou para pensar o quanto admira seu amor?


Por Giseli Miliozi

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento sexo amor admiração