Uma caixinha de surpresas...

Então... Estou aqui no pós fim de relacionamento... E a primeira coisa que pensei foi: "Ai ai ai, dona Carol... Porque você foi escolher o cara errado novamente?"

Engraçado, né? Só porque acabou a gente tem a tendência de achar que TUDO foi errado... Como todo bom fim dramático... Passamos a madrugada ao telefone discutindo coisas fúteis e tentando justificar, cada um de sua maneira, o injustificável... Coisa do ser humano.

Mas como eu estava dizendo. Porque será que a gente não pode pensar: "Poxa, acabou, mas valeu muito a pena o tempo que durou..."

E no meu caso, foi bem assim, sabe? Nos divertimos muito juntos e nos davamos muito bem. Porém, a amizade prevaleceu mais do que deveria... E na boa, não quero apenas um amigo, né? Não nesses casos.

Tem um texto interessantíssimo do Luís Fernando Veríssimo ( posto ele no final do texto) que fala bem disso. A gente não tá precisando da pessoa certa!

Nem sempre a pessoa certa é a que nos atrai.

Conheci pessoas "perfeitas pra mim"; bem era assim que os que me rodeavam os definiam... Mas não era bem aquilo o que eu queria.

Nem sempre estamos querendo do nosso lado alguém que sempre concorde, que sempre esqueça o que fizemos.. Particularmente não gosto de românces "água com açúcar" e é bem o que penso das pessoas (ditas) perfeitas...

Quem vai me dizer que uma loucurinha aqui e alí não são maravilhooosas... Sair de uma situação pensando "Porque fiz isso???" Mas passa a semana inteira pensando em como foi maravilhoso transgredir suas próprias regras por puro prazer e satisfação..

Então... 24 horas depois do fim do meu relacionameto, fiz questão de ligar pra ele e dizer: "Meu, foi muito bom o tempo que a gente tava junto. Acabou, mas valeu cada momento." Isso me deixou de alma lavada e bastante satisfeita.

Tô solteira denovo, mas não tô amargurada pelo fim...

E quem sabe nossos caminhos não se cruzam pela frente novamente? Não é mesmo?!

A gente tá aqui pra amar, experimentar o que puder e ser feliz, com a pessoa certa ou não... Os nossos errados que nos cabem!

Então, pra quem teve paciência de ler até aqui; o meu nome é Carol e a partir de agora estou escrevendo nesse blog. Sempre uma caixinha de surpresas.. E pra quem lê.. Sejam bem vindos!

Segue o texto de Luís Fernando Veríssimo:

"Pensando bem em tudo o que a gente vê e vivencia

e ouve e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente.

Existe uma pessoa que se você for parar pra pensar é, na verdade, a pessoa errada.

Porque a pessoa certa faz tudo certinho!

Chega na hora certa, fala as coisas certas,

faz as coisas certas, mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas.

Aí é a hora de procurar a pessoa errada.

A pessoa errada te faz perder a cabeça, perder a hora, morrer de amor...

A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar

que é pra na hora que vocês se encontrarem

a entrega ser muito mais verdadeira.

A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa.

Essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas.

Essa pessoa vai tirar seu sono.

Essa pessoa talvez te magoe e depois te enche de mimos pedindo seu perdão.

Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar 100% da vida dela esperando você.

Vai estar o tempo todo pensando em você.

A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo,

porque a vida não é certa.

Nada aqui é certo!

O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo,

querendo,conseguindo...

E só assim, é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças à Deus deu tudo certo"

Quando na verdade, tudo o que Ele quer é que a gente encontre a pessoa errada pra que as coisas comecem a realmente funcionar direito pra

gente..."

Comente

Assuntos relacionados: apresentação