Truques de sedução

Truques de sedução

Cada mulher luta com as armas que tem, na hora de seduzir um homem. Mas alguns gestos, sinais e olhares são universais, não importa a “guerra” que você trave. Saber usar o que tem, sem cair na vulgaridade, é uma arte que nem todo mundo domina. Por isso, o Vila Dois foi conversar com uma expert no assunto, a sexóloga Carmen Janssen, e descobriu que simplicidade às vezes é sinônimo de encantamento.

Segundo ela, a linguagem corporal é fundamental - e mulher sorridente, sem ser falsa, é mais atraente de cara. Mas isso não é tudo. “Para que ela tenha uma postura sedutora, precisa fundamentalmente, ter autoconhecimento e maturidade, senão corre o risco de ficar artificial e até vulgar. A postura deve ser ereta, mas sem forçar o corpo. Ombros para trás e peito para frente conferem um ar de elegância à mulher”, ensina. Durante uma conversa, a dica de Carmen é olhar nos olhos do pretendente, ficar de frente e, de vez em quando, inclinar levemente a cabeça.

Pernas e braços falam sozinhos, se a gente deixar. Mas para saber ensinar o que eles têm a dizer é muito importante na hora de seduzir. “Se a mulher estiver sentada, poderá cruzar as pernas. Nessa mesma postura, ela deve ficar um pouco de lado, principalmente se vestir saia. Assim também poderá apoiar um joelho no outro para fica mais confortável”, diz. “O colo deve ficar voltado para o homem, ele e os braços apoiados sobre a mesa ou sobre as pernas. Essa posição permite muitas variações para os braços, tudo vai depender de onde ela esteja”, completa.

Os truques certos e que aumentam a chance de agradar são infinitos, não importa se você está magrinha ou cheinha, com roupa de grife ou não. “A autoestima é o primeiro deles, assim como movimentos sinuosos, um leve rebolado e andar com leveza. Também é muito importante, ouvir o outro com atenção, mostrando interesse pelo que ele diz. É o conjunto que encanta”, afirma Carmen, que também é autora do livro “Massagem Sensual para Casais Enamorados” (2005).


Vale então mexer no cabelo, abaixar, levantar - tudo sem exagero é válido. Isso porque é esse mesmo exagero que faz o sensual atravessar a linha fina que o separa do vulgar. Por isso, cuidado. “A sensualidade é uma expressão da sexualidade e ambas estão ligadas à nossa personalidade. Falar ou rir alto demais, gritar e querer ser o centro da atenção, não são as melhores atitudes no momento da sedução”, finaliza.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente