Super-Heróis - E se eles realmente existissem?

SuperHeróis se realmente existissem

Ícone máximo de força e fragilidade ao mesmo tempo - Wolverine - em cena de "Wolverine Imortal". Foto/Imdb

O mundo seria bem melhor se tivéssemos alguns super-heróis voando, ou circulando por aí, não? São tantos os personagens fictícios que queríamos chamar de nossos pela força, pela virilidade, pela beleza e pela certeza inabalável de que, no final de seja lá qual for o problema que estiver acontecendo, tudo ficará bem.

Eles nos fazem suspirar pela visão e excitação que nos proporcionam, e esse desejo de que estes "sonhos" se tornem realidade só aumenta. Mas será mesmo que isso teria tanta graça? Provavelmente, eles são perfeitos porque são apenas imagens, personagens fictícios. Assim que pusessem seus lindos pés na realidade, provavelmente começariam a mostrar suas primeiras falhas e cairíamos da nuvem alta de prazer onde estávamos.

O que os super-heróis como Wolverine, Demolidor, Homem de Aço e Homem de Ferro - só para citar alguns -têm em comum com os homens de verdade da nossa vida? Não é a fortaleza, mas a fraqueza, diante de certos sentimentos, dramas e situações que a vida nos impõe. Podem observar. E geralmente, essas fraquezas é que os tornam mais apaixonantes, junto com a sua capacidade de dar a volta por cima.

Quem é que não se derrete com o sofrimento de Logan, o Wolverine, ou o do Homem de Aço tendo que se controlar diante de tantos dilemas para lidar? Tudo isso acompanhado de músculos, cara de mau e jeito de quem precisa de colo ao fim do dia mantendo o planeta a salvo. Impossível não amar.

Mas, mesmo adorando todos eles, preferimos que eles permaneçam onde estão em nossos sonhos e idealizados, afinal precisamos de uma fuga de toda a nossa realidade. Queremos nossos super-heróis onde estão.


Por Giseli Miliozi

Comente