Site premia melhores ideias para apimentar a relação

Site ajuda o relacionamento a durar mais

Foto: Reprodução

Manter um relacionamento não é tarefa fácil. No começo o coração dispara, comemos e dormimos mal e praticamente deixamos de raciocinar. Segundo Renato Sabbatini, professor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas, esse processo provoca no cérebro do apaixonado reações como se ele estivesse sob o efeito de drogas pesadas como, por exemplo, cocaína. Especialistas afirmam também que o nosso organismo não suportaria esses efeitos por mais de três anos. Mas então como tocar a relação quando a paixão acaba?

Um startup de São Francisco, nos Estados Unidos, desenvolveu um site social chamado Kanoodle ("dar uns amassos", em tradução livre). O site visa ajudar os casais a se manterem unidos e felizes pelo maior tempo possível. Ele também premia aqueles que apresentam as melhores ideias. E é claro que o Kanoodle dá uma mãozinha, já que lá os pombinhos encontram práticas recomendadas para um bom relacionamento. O site se autodescreve como um meio de "ajudar casais ocupados a construir e manter relações incríveis".

O casal responde a algumas perguntas, que irão compor um painel virtual com fatores importantes daquela relação. Em seguida, o Kanoodle disponibiliza sugestões de passeios e viagens. Os prêmios são descontos para quem desejar curtir as dicas de diversão.

Dr. Thiago de Almeida, psicólogo especializado nas dificuldades do relacionamento amoroso e autor do livro "A Arte da paquera: inspirações à realização afetiva" (Ed. Letras do Brasil), afirma que o grande inimigo da relação a dois, ao contrário do que muita gente pensa, não é a rotina, mas sim a monotonia. "A rotina é um processo que, significa caminho percorrido. Sem ela, a toda hora precisaríamos aprender o que fazer, para onde ir e isso seria desgastante. Muitas vezes confundimos rotina com monotonia, que significa falar com o mesmo tom", diz. Muitas vezes o casal não consegue se livrar da chatice.

Outro fator importante para se manter a saúde da relação é saber cultivar a individualidade de cada um dos parceiros. Saber o que o outro gosta não significa que você concorde. Almeida explica como isso pode afetar a vida amorosa: "Geralmente, quando um não gosta de sair à noite, ir bares etc. o outro acaba aceitando deixar de fazer as coisas que gosta. Isso leva o casal a cair na mesmice e na monotonia. O parceiro vai se autoanulando ou se revoltando e isso cria uma grande distância entre eles. E muitas vezes esse ressentimento se reflete na cama".


Quem nunca sentiu ciúme? Muitos dizem que ele é o tempero do amor. "O ciúme é uma questão de dosagem, a pessoa pode usar para reaquecer o desejo, por exemplo. A ausência dele pode nos levar a pensar que o parceiro não está tão envolvido na relação. Uma boa saída é tentar uma triangulação, fazer com que o outro venha competir pelo seu tempo", sugere Thiago de Almeida.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?