Seu casamento é feliz e ninguém acredita

Seu casamento é feliz e ninguém acredita

Falar em casamento é sempre uma coisa muito engraçada e peculiar. Ao mesmo tempo que é um assunto tradicional é também um tabu. O maior deles é quando alguém diz que está feliz como nunca esteve, pois é casado. Se alguém diz que seu casamento é uma felicidade enorme, as pessoas se olham e ficam pensando se a afirmação é uma ironia.

Vamos nos imaginar que exista um campo de batalha amoroso, de opiniões controversas onde existem algumas facções, vamos destacar três delas. A primeira é formada pelos que ainda não se casaram e ouvem verdadeiros contos de terror de quem está casado em comentários como "não faça a besteira de casar", "casamento só estraga o namoro", ou ainda "quer matar o tesão? Então se case".

A segunda facção é a dos casados e dentro desse universo existiriam há dois subgrupos, os felizes e os infelizes. Os motivos de cada um dentro de cada grupo podem ser tão variados quanto o número de estrelas no firmamento, mas a insatisfação e a falta de romantismo lideram as pesquisas do dia-a-dia.

Os felizes, seriam os irônicos, mencionados no início do texto, eles preferem achar engraçado todo o protocolo que se criou em torno do matrimônio. O grande sucesso para eles significa ter bom humor e rir de si mesmos e dos erros e acertos da vida em comum.

Alguns percalços diários estão inclusos nessa felicidade: reclamar, rir, e gritar pela bagunça, porque sempre há um(a) bagunceiro(a) que ama uma(um) organizada(o).

Rir e não se conformar com as manias, refletir sobre a vontade de se separar quando a tampa do vaso sanitário foi deixada aberta pela enésima vez, e ver todos esses argumentos se desmancharem a cada noite romântica, e a cada sorriso aberto sem motivo aparente. E, principalmente, a cada paquera que você deixou passar porque prefere continuar investindo na convivência diária, por amor, puro e simples.

A terceira facção, a dos separados, são os que trazem lembranças boas e ruins de seus relacionamentos anteriores. O comportamente deles pode ser comparado ao dos ex-fumantes, que dizem alguns, podem ser bem piores do que não fumantes. Eles adquirem verdadeira repugnância pelo cigarro, porém, podem ter recaídas, e fumarem escondidos. E assim, alguns se casam até 8 ou 9 vezes. E quem pode culpá-los?


Muita gente fala mal de casamento, mas se casa, muita gente que adora um casório, acaba solteiro.Todo relacionamento tem algo de divertido e de insistente, características apreciadas por muita gente neste mundo. O que move duas pessoas a se casarem é sempre algo bom, amor, atração, companhia, admiração. Portanto, não importa como e quanto dure, já deu certo.

Por Giseli Miliozi

Comente

Assuntos relacionados: moda fashion diversão matrimônio casamento