Separação

Hoje vou escrever sobre isso...separação!

Porque é tão difícil colocar um ponto final numa relação, mesmo que os fatos, o cotidiano digam que já chegou ao fim?

Fico a perguntar se o problema é comigo ou outras pessoas passam por isso.

Olhando as revistas e sites de fofocas e afins, vê-se tanto casa e descasa, parece tudo tão simples...Porquê para nós, ou melhor, para mim simples mortal não é.

Eu to farta de discussões que não levam a nada, que só cansam e machucam ainda mais.

Claro que não sou irresponsável, que já pesei os prós e contras, nas crianças...

Apesar de saber que ficarei com a parte mais difícil, quero muito resolver tudo isso.

Quero que tenhamos paz.

Quando a gente gosta é difícil aceitar o fim, mas quando ele se mostra límpido e claro, continuar é como remar contra a maré, postergar sofrimentos mútuos.

Não quero me separar só para ostentar isso, só para dizer que fiz o que quis e pronto! Só que, depois de tantas tentativas, tantas idas e vindas, tantas lágrimas, não vejo outra saída, outra solução.

Imagino que outras pessoas devam passar por situações parecidas, ou até piores e, sei que isto não é o fim do mundo. Tenho plena convicção que vou conseguir, mas quando? A que preço?

Até quando conseguirei manter minha sanidade mental, meu equilíbrio interior...

Estou profundamente triste, em busca de respostas que sei que não tenho, ou que não é me permitido saber no momento.

Ele e eu merecemos paz, merecemos ir em busca da felicidade que nossas dores, nossas lágrimas tem nos impedido de ver.

Tudo isso é um processo evolutivo, um processo de reconhecimento que começou há pouco tempo. E agora eu vejo quem eu sou de verdade e acima de tudo o que quero. Não quero e não vou mais abrir mão de mim mesma para agradar quem quer que seja, se este alguém não for eu.

Chega de fingir, de engolir todos os sapos, todas as mágoas...

Desculpem o desabafo, mas é isso aí.

Espero que o próximo post seja mais alegre.

Bjs,

Comente

Assuntos relacionados: separação