Romance e sexo: a combinação que as mulheres esperam

Mulheres querem romance e sexo. No namoro, essa combinação acontece naturalmente. Contudo, após o casamento, só o sexo tende a ficar em evidência. Essa é uma queixa constante das mulheres nas rodas de bate-papo com as amigas e nos consultórios.

Enquanto elas esperam preliminares, como tato ou um gesto sensual excitante, eles (sem qualquer rodeio) dão a famosa passada de mão nos genitais, seios ou bumbum – atitude que leva a mulher a se esquivar da intimidade. Algumas brincadeiras usadas como start sexual são avaliadas por elas como “broxantes” ou sem graça.

Diante da reação negativa, eles ficam sem saber o que elas desejam, e acreditam que sempre foi assim, desde o namoro, sem reclamações.

Será que era assim mesmo?

O ritual para o encontro durante o namoro já vem carregado de intenções, desejos, fantasias e muita sedução. As palavras “gostar”, “amar” e “desejar” estão sempre no vocabulário dos enamorados. Atitudes comedidas, elogios, palavras e gestos de carinho fazem parte da atração. Sentar juntinho, cochichos ao ouvido, mãos unidas e longos beijos compõem a cena romântica.

E o sexo? Ah, esse fica para o final como fechamento de uma intimidade que foi se desenrolando desde o primeiro olhar. O prazer sexual é a explosão de toda essa energia afetiva e sexual, construída em cada encontro.

Com a convivência, o cenário se modifica e a mulher tem seus pensamentos voltados para o trabalho, tarefas da casa, filhos, cursos, etc. Isso acontece na maior parte do tempo, inclusive durante as relações amorosas. O homem é diferente, ele consegue separar tudo isso e o momento sexual é privilegiado.

Com o passar do tempo, aproximadamente dois anos, as carícias ficam escassas e o sexo mais rápido, os beijos são curtos e o que antes eram simples pedidos passam a ser ouvidos como cobranças. O sofá, que antes parecia imenso por ocuparem um único assento, passa a ser usado em suas extremidades.

A mulher espera ser seduzida "mais uma vez". Ela projeta no parceiro, a partir de sua fértil imaginação, idéias que são fruto de uma mistura entre romance e sexo arrebatador. Enquanto ele espera ser provocado sexualmente, ela deseja ser conquistada novamente e isso reforça sua libido e a motivação para o sexo.

Diante desse conflito, uma boa estratégia é lembrar e reproduzir atitudes positivas do namoro que movimentavam a relação afetivo/sexual e incrementar com uma pitada de surpresa e criatividade.

Seis dicas bacanas para os homens:

1. Elogie a mulher, a mãe, a profissional – ela precisa sentir-se valorizada por você e não por outro homem;

2. Acolha, mas seja firme num momento de sua indecisão – ela precisa sentir que seu homem tem poder para enfrentar os momentos difíceis da vida;

3. Trate com respeito e carinho, sem infantilizar a relação ou fazê-la se sentir uma idiota;

4. Não use joguinhos para provocar ciúmes, isso é coisa de adolescente – ela espera um homem com autoconfiança, que atrai outros olhares, mas saiba o que deseja em sua vida: “ela”. Não quer um babaca.

5. Interaja de forma inteligente, não imponha suas vontades. Usar o bom senso e ter convicção em suas idéias é uma forma de sedução. Atitudes de machão ou de angelical afetuoso são tipos que não provocam excitação;

6. Durante a transa, mostre que sabe o que está fazendo – isso é “pegada” – sem inibir a espontaneidade dela.

O sucesso para continuar sendo o tesão e o amor da vida dela é o conjunto de suas atitudes, mas você não precisa ser 100% em cada uma dessas características, use a imaginação para viver bem!

Comente