Quem não gosta de espiar a vida do ex?

Quem não gosta de espiar a vida do ex

Xeretar a vida do ex na internet é puro sadomasoquismo. Foto: © Ansgar Photography/Corbis

Espiar a vida do ex-namorado é um dos esportes favoritos de muita gente, e isso quem diz é o Instituto Pew Project que fez um levantamento e pesquisas relacionadas à internet e apurou que cerca de 25% dos 2252 moradores dos Estados Unidos ouvidos na pesquisa, usam a rede para espionar, ou melhor, xeretar a vida dos seus ex-amores. Uma perda de tempo, não é mesmo?

Melhor mesmo seria deixar para lá, já que perder tempo com isso demonstra claramente que o caso ainda não terminou para quem espia, mas a curiosidade deve ser maior. Vamos mais longe ainda - queremos saber se o gato está com outra ou se ele está mais magro, mais bonito e mais feliz depois do término do namoro.

Esse levantamento só vem comprovar algo que já sabíamos: o ser humano é um pouco sadomasoquista, precisa sofrer até se conscientizar de que aquele amor realmente acabou.

Quando um relacionamento termina é preciso se dar um tempo para superar, para poder encarar com leveza novos horizontes, desafios e amores. Ficar perdendo tempo procurando informações sobre a vida de alguém que não quer mais saber de você é puro masoquismo.

E veja bem, não estamos julgando, pois sabemos como é isso, quem nunca fez coisas idiotas e pagou micos imensos por amor, que atire a primeira pedra. Se você se identifica com esta descrição, tudo bem. Está na hora de virar essa página de web.


Por Giseli Miliozi

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento ex namorado