Presente de casamento: cota de móveis planejados

Presente de casamento cota de móveis planejados

Fazer lista de presente de casamento hoje em dia é tão comum quanto a noiva casar de vestido branco. Ou seja, quase todos os casais indicam aos seus convidados o que seriam bons presentes.

A dúvida surge na hora de decidir qual tipo de lista fazer e o que é elegante pedir ou não.

Além de deixar listas em lojas e sites com sugestões de presente há outra tendência: sugerir que os convidados paguem cotas de algo que os noivos querem muito. Essa moda começou com as viagens de lua de mel e a ideia da vez é que os convidados ajudem a pagar os móveis planejados da casa do novo casal.

Mas será que é feio pedir esse tipo de coisa? A consultora Fernanda Floret, do site vestidodenoiva.com.br, diz que não é contra já que o que vale é a necessidade e as prioridades dos noivos, mas que por outro lado eles devem lembrar que nem todos os convidados se sentem à vontade de dar dinheiro ou pagar uma cota, especialmente se ela for alta. "Então é sempre bom ter uma segunda lista de presentes convencionais como opção", explica.

Fernanda conta que não vê isso como algo deselegante. Para ela, deselegante é impor para o convidado que ele compre presente somente em determinado local ou pedir apenas presentes caros. "Apesar da maioria dos noivos acharem prático colocar um cartãozinho da loja de presentes no convite, isso sim é considerado deselegante. Convite é para convidar, informar a data, horário e local do casamento, e não para pedir presentes".


Mas como fazer com que os convidados saibam quais são as sugestões de presentes? "A divulgação da lista de presentes sempre ocorre no boca a boca. Os convidados interessados sempre perguntarão onde está a lista de presentes. Se os noivos fizeram um site com as informações do casal e do casamento, acho válido colocar a informação de onde está a lista de presentes nesse caso".

Por Larissa Alvarez

Comente

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?