Prepare-se financeiramente para casar

Preparese financeiramente para casar

Foto: Greg Vote/Tetra Images/Corbis

Um casamento perfeito é o sonho de 9 entre 10 mulheres que pretendem oficializar a união. Muitas começam com a ideia de fazer só uma festinha íntima para os amigos mais próximos e, quando percebem, a lista já passa dos 200 convidados e as cifras não param de subir! Para que a tão sonhada festa não se torne uma dor de cabeça e um mar de dívidas para o futuro casal é necessário conter as emoções, planejar e pesquisar muito!

Para você não falir antes mesmo do casório, nós conversamos com a economista e recém-casada Christiane Monteiro, da Mais Money, que orienta como planejar o casamento dos sonhos sem começar a vida a dois com a conta no vermelho.

Todo planejamento financeiro precisa ter um limite - Estabelecer um orçamento limite de quanto poderão gastar com a festa, incluindo lua de mel.

Faça a poupança para o casamento pelo menos um ano antes da festa - estabelecer metas mensais de quanto poderão economizar e se no final desse período, terão dinheiro suficiente para chegar ao orçamento estabelecido no passo número 1.

Comece a pesquisa dos serviços o quanto antes - Christiane recomenda fazer uma planilha organizando cada serviço, o fornecedor e os valores. Deixe um espaço para observações, assim fica mais fácil de lembrar se gostaram, o que lhes chamou mais atenção, dentre outros detalhes que farão diferença na hora de escolher. No final, coloque tudo na balança e calcule o melhor custo benefício.

Defina quais os serviços que não dispensa em sua festa - só comece a fechar os fornecedores depois que tiver terminado a pesquisa de todos os serviços, afinal, você não quer gastar a maior parte do dinheiro do orçamento com alguns serviços e ficar sem verba para contratar os outros!

Pergunte às amigas, vizinhas, primas e conhecidas - há serviços que influenciam diretamente na qualidade da festa, como o buffet. Procure referências anteriores e faça degustação dos produtos antes de bater o martelo.

Use a criatividade e tenha disposição! - Alguns mercados populares, como a rua de comércio popular, 25 de março, em São Paulo, e o CADEG, no Rio de Janeiro, oferecem opções criativas de lembrancinhas e artigos decorativos como velas, flores e panos decorativos. Se tiver tempo, vale a pena arriscar!

Despesas pós-festa e casamento - lembre-se que depois da festa é que realmente começa o casamento! Leve em consideração as despesas que terão com a nova casa, com eletrodomésticos, decoração ou até mesmo a chegada de um filho.


Por Paula Perdiz

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento finanças dinheiro casal festa