Por que não deu certo?

Por que não deu certo

Qual mulher não se fez essa perguntinha? E para ela há muitas respostas: rotina, ciúmes em excesso, a paixão que se foi, e assim vai a listinha de motivos.

Em um dos seus relacionamentos, Renata Prado, 27 anos, chegou a conclusão de que fez a escolha errada. "Era um namoro super romantiquinho - namorei cerca de 4 meses. A gente se envolveu bem rápido e ele fazia todas as minhas vontades. Mas logo começaram a surgir os problemas: ele era caseiro demais e eu, no auge da liberdade, queria festas e tudo mais", conta.

Os dois começaram a se desentender, mesmo assim, a intimidade com ele só aumentava. "Era super fofo, carinhoso, e até me compôs uma música (ele tocava violão lindamente)". Mas a diferença entre os dois pesou mais e Renata acabou o traindo, por isso, terminou o namoro silenciosamente, "sob o pretexto de não gostar mais dele". Para ela foi algo triste. "Deixou marcas porque essa história poderia ter tido um fim diferente, se eu tivesse sido mais paciente e menos imatura".

Essa é apenas de uma de suas histórias que a publicitária desabafa no blog "A Melhor das Intenções" (http://amelhordasintencoes.wordpress.com/). O nome justifica o que acontece com ela em suas relações amorosas. Ela e mais três amigas, soltam o verbo na rede, além de dar conselhos para amigas que conheceu através da web.

"Juntas tentamos entender porque os relacionamentos não deram certo. Muitas vezes, o espaço vira um blog de autoajuda". Depois de discutir sobre tantos encontros e desencontros, ela chegou à conclusão de que muitas mulheres querem moldar os homens e fazê-los com que eles sejam do jeitinho que almejam. Mais realista, para ela nenhum amor dura para sempre nos tempos de hoje.

[galeria]

Um dos relatos que causou mais repercussão na página sobre relacionamentos foi quando ela foi traída pela própria amiga. "Muitas vezes, no processo da conquista, a gente falha, e nem sempre é com o gato. É com as amigas — ou amigos. Esse tipo de falha é muito mais sério, pode machucar muito mais e, às vezes, pode não ser reversível", relatou no blog. No final das contas, o namorado ficou com a amiga, e ela ainda serviu de conselheira porque fotos do casal na cama caíram na internet. "Ela ficou super chateada, principalmente porque a mãe descobriu, e veio me pedir ajuda".

Quem também gosta de dividir as suas experiências é a jornalista Luciana Sabbag, criadora do blog. Mais romântica, ela se considera às vezes ansiosa e insegura, razões dos namoros não darem certo. Dá só uma olhada no que ela escreveu em seu perfil. "Lu é a mulher certa que ama homens errados. Prendada, cozinha bem, se dedica, faz de tudo para agradar e ainda segue as tradições que sua avó a ensinou".

Ela conta que já se relacionou com uma celebridade famosa "o nome não revelo", que já teve namoradas da TV. "Quando ficava com ele só imaginava a bunda da última namorada, toda em cima, super em forma, me deixava insegura sim", conta.


Em uma de suas postagens, ela comenta que almeja ser Samantha (personagem do Sexy in the City), mas é Charlotte. "Samantha é aquela mulher poderosa, linda, rica, bem sucedida, que usa e abusa dos homens. Não se apaixona e, consequentemente, não sofre por amor. A outra é Charlotte, que sonha com contos de fadas, acredita na fidelidade e tem o casamento como seu maior objetivo de vida. Eu tentei ser Samantha diversas vezes. Já chamei homem pra sair, convidei para sexo casual, dei umas esnobadas em uns, pisoteadas em outros… Mas a real é que chego em casa e minhas lamentações ainda são as mesmas". Não só as suas, cara Luciana, a de muitas mulheres também.

Por Juliana Lopes

Comente