Pílula sem hormônio

Pílula sem hormônio

Os hormônios acompanham as mulheres de uma maneira que só sendo mulher mesmo para entender! Eles alteram o humor, a temperatura do corpo, a vontade de fazer as coisas. E desde que a revolução feminina conheceu a pílula anticoncepcional para evitar a gravidez, muitas mulheres se tornaram aliadas dela e passaram a ingerir essa dose de hormônios diariamente.

Agora, a revolução da medicina inova e faz estudos para criar uma pílula sem hormônio. Como fica difícil de acreditar na eficácia desse novo contraceptivo, o Vila Dois foi perguntar para um médico ginecologista mais informações. Ricardo Schwarz, do Centro de Reprodução Humana Curitiba, explica que essas pílulas estão mesmo em estudo e funcionam impedindo que o espermatozóide penetre na cápsula do óvulo no momento da fecundação, fazendo a supressão de um gene chamado ZP3. “A pílula bloquearia a produção de uma proteína (a ZP3) e evitaria a penetração do espermatozóide na cápsula do óvulo”, detalha.

Segundo Ricardo, ainda é difícil opinar sobre o grau de confiança dessas pílulas, pois elas estão sendo usadas apenas em camundongos fêmeas. “Ainda não se sabe quanto à eficácia de seu uso em seres humanos”.

Ele acredita que, possivelmente, essas pílulas não teriam os mesmos efeitos colaterais indesejáveis das pílulas hormonais, como dor de cabeça, mal-estar, náuseas, vômitos e até irregularidade menstrual. “Porém, podem haver outros sintomas, que ainda não apareceram e podem surgir após o início do uso em humanos”. Ainda segundo Ricardo, a taxa de gravidez que essas pílulas bloqueariam seria próxima a 99%.


Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente