Pesquisa mostra que casar e trair está na moda

Pesquisa mostra que casar e trair está na moda

Foto: Jorge Bispo/ Revista Alfa

Casar e trair são os esportes prediletos das brasileiras e dos brasileiros! Não concorda? Bom, essa foi a conclusão de uma pesquisa realizada pela revista Alfa. O levantamento, realizado em parceria com o Departamento de Pesquisa e Inteligência de Mercado da Editora Abril, ouviu cerca de 5 mil homens.

Os números que provam este fato: 62% dos entrevistados, com idades que variam entre 35 e 49 anos são casados, ou pelo menos, estão casados. A pesquisa mostra que a maioria deles acredita sim no casamento, 79%. Quanto à traição, 73% dos homens admitem que já deram a famosa "pulada de cerca". Dos que ainda não traíram, 40% tem a intenção de um dia se aventurar numa relação extra-conjugal.

A porcentagem de traídos passa da metade dos ouvidos na pesquisa, 55%. Curiosamente, após traição dos homens, 81% dos relacionamentos continuaram. Sobre sexo, 47% dos homens esperam o tempo que a mulher decidir para uma transa com uma nova parceira; 93% transa com parceira fixa e, para 70% dos homens, tamanho é documento.

Um novo perfil de união, o casamento da atualidade está longe de ter como motivação conveniências e afins. O casal resolve ficar junto, simplesmente porque está a fim. Quanto ao futuro dos relacionamentos, a pesquisa aponta que 93% dos homens concordam que os casais terão menos filhos; 84% concordam que as mulheres ficarão mais independentes. Em caso de separação, 62% dos homens acham que a guarda dos filhos deve ficar com eles; 93% falam com os filhos sobre a importância do casamento.

[galeria]


Revista

Para ilustrar a pesquisa na publicação foram escolhidos os recém-casados Marcelo Adnet e Dani Calabresa. O motivo da escolha de acordo com a revista? Não há nada mais engraçado do que a rotina de um casamento. Os dois contaram que alcançaram a proteção mútua das armadilhas da solteirice após decidirem trocar as alianças. Eles estão na capa da publicação e ilustram, em fotos irreverentes e divertidas feitas por Jorge Bispo, a pesquisa e a entrevista.

Por Larissa Alvarez

Comente