Pensamentos Que Destroem o Amor

Que muita gente já percebeu que os pensamentos podem destruir o amor isso é fato. Você já deve ter notado o efeito nocivo de certos pensamentos sobre a sua vida afetiva, não é? O que poucas pessoas sabem é que por vezes esses pensamentos que estão destruindo sua vida não são pensamentos seus.

Como não são meus os pensamentos, Pâmi, são sim. Estão em minha cabeça. Então eu te digo, estão na sua cabeça mas não são necessariamente seus, por vezes eles são emprestados.

Acontece que a mente humana funciona como uma antena. E como canal receptivo que é, está suscetível a tudo, inclusive, pasme, a coisas que sequer você pode ouvir.

Certa vez estava eu pensando em uma música e quando liguei o rádio a música estava tocando no exato ponto da letra que eu estava cantando mentalmente. Sei que esse é apenas um exemplo meu, mas, creia-me, se aconteceu comigo acontece com muita gente também. Quer mais exemplos? E quando você está pensando em algo e a pessoa ao seu lado puxa exatamente aquele assunto? E aqueles momentos em que você está pensando em uma amigo, e então toca o telefone e é ele te chamando? Pois é, são mais exemplos de como os pensamentos humanos se misturam uns aos outros.

Por que estou falando de tudo isso? Para te eximir da responsabilidade sobre seus pensamentos? NÃO. Muito pelo contrário. Minha missão é mostrar para você algumas fontes perniciosa de pensamentos destrutivos, são elas:

- A mente das pessoas que te rodeiam (por isso o dito popular diga-me com quem andas;

- As ondas de rádio e TV que passam por você (sei que é triste, mas, mesmo que você não ligue a TV está sutilmente sendo influenciado por ela);

- As mentes que ajudaram a formar a sua mente (pais, professores, familiares e amigos de infância);

- As mentes de pessoas que já viveram ou passaram pelo lugar onde você se encontra. Parece macabro mas é relatado por Einstein, o tempo é relativo, assim, não faz diferença entre o ontem e hoje, os rastros de pensamentos estão aí.

Por fim, encerro alertando. Nada é dito aqui como um cunho de fatalismo. Ao contrário, quero te mostrar que as influências estão aí, cabe a você discernir o que vai permanecer ocupando espaço e tempo em sua mente e o que será eliminado com a velocidade e facilidade com que invadiu a sua cabeça.

Assim, não se culpe tanto por pensamentos estranhos que te surge a mente, eles podem não ser seus. Mas, LEMBRE-SE você é responsável por alimentá-los ou sufocá-los.


O que você vai escolher? Alimentar ou matar os pensamentos ruins? SIM está em suas mãos acabar com os pensamentos ruins. Comece agora! NÃO pare.

Acredite no Amor e Viva o Seu Melhor

Pâmi Garcia

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento amor pensamentos