Os desafios do casamento

Por mais que casar não seja mais uma obrigação para as mulheres modernas e que muita coisa tenha mudado quando o assunto é casamento, no fundo no fundo nenhuma mulher quer ficar sozinha. Mas depois que você encontra o companheiro ideal e a lua de mel acaba, o casamento não é das missões mais fácil, então como conseguir “sobreviver” ao casamento que é considerado por alguns especialistas o mais dificil entre os relacionamentos humanos?

Para conseguir fazer dar certo e ainda ter a oportunidade de crescer como pessoa trocando experiência de vida, a psicóloga e psicoterapeuta Mariagrazia Marini Luwisch explica que em primeiro lugar o casal tem que estar aberto a negociar situações e se adaptar uns aos outros. “Quando existe amor, compreensão e respeito, consegue-se lidar e com as diferenças e através do diálogo ajustar as arestas.”

O casal tem uma relação muito boa, mas com a chegada do primeiro filho a situação pode mudar, por isso há necessidade de um novo ajuste na relação. “A transformação do casal, no âmbito psicológico, começa na gestação que desperta fantasmas adormecidos. No casamento cada um traz consigo a história de suas famílias, e desejos de corrigir fracassos dos pais e repetir sucessos. São histórias distintas, por vezes contraditórias, que interferem na construção dos novos papéis e se refletem na harmonia do casal. A inexperiência e a insegurança contribuem ainda mais para aumentar a tensão e o stress.”

Outra questão que pode atrapalhar o relacionamento é o tempo. É que com o passar dos anos o relacionamento tende a cair na rotina e os casais passam a descuidar a atenção para o outro o que pode tornar a relação mais fria. “Há certas atitudes que podem ajudar a reacender a chama do amor. É importante insuflar o ego do parceiro e fazer com que a auto-estima se mantenha em alta.”, explica Mariagrazia.

A psicóloga destaca a importância do sexo e dá como dica namorar muito e surpreender com criatividade, mimos e atenção. “Para reacender a chama do erotismo, o casal terá que criar seus próprios espaços para sair da rotina. A novidade é a grande aliada do erotismo. Inovar, voltar a namorar, ousar e principalmente pensar em sexo, manter e incentivar a intimidade e deixar fluir os sentimentos são atitudes que favorecem o encontro erótico.”

A psicóloga dá a dica que considera mais importante. “Para manter uma relação viva e duradoura a autenticidade e o amor são os maiores aliados.”

Confira mais dicas da especialista para uma relação feliz:


- Namorar

- Manter o diálogo

- Manter a cumplicidade

- Manter o respeito

- Desenvolver alguma atividade em conjunto

- Manter rituais familiares

- Preservar os momentos de intimidade

- Ter planos de vida em comum

Por Larissa Alvarez