O poder de sedução da voz

O poder de sedução da voz

Não dá pra negar. Uma voz bonita é um cartão de visita e tanto, principalmente para os homens. A mulherada toda se derrete e, se o papo ainda for bom, meio caminho para a conquista está andado, certamente. Até a ciência prova. Um estudo feito pelo Departamento de Psicologia da Universidade de Albany, Nova York, e publicado há alguns anos no jornal "Evolution and Human Behavior", mostrou que homens e mulheres que tem vozes mais atraentes começam a vida sexual mais cedo, tem mais parceiros e até traem mais.

Os estudos ainda levantaram a importância da voz até para um primeiro contato, à noite, por exemplo, quando a visão fica comprometia. Esse foi o primeiro estudo a mostrar empiricamente a relação entre voz e comportamento sexual.

Por aqui, uma pesquisa parecida também foi feita, encabeçada pelo médico sexólogo Amaury Mendes Jr. Ele resolveu explorar o assunto quando percebeu que alguns pacientes com transtornos sexuais não tinham qualquer problema fisiológico. A dificuldade estava no "approach" mesmo, na atitude e, por consequência, até na voz dos atendidos. "Passei a perceber que, tratando esses ‘problemas’ de postura e de entonação, por exemplo, a atividade sexual se normalizava", lembra.

Ele avaliou mais de 100 pacientes, durante seis meses. Para isso, filmou as consultas, até para mostrar a evolução dos assistidos. Tudo com consentimento, claro. Depois, avaliou as imagens para saber a relação entre a voz e os problemas sexuais apresentados. E descobriu ainda que muitos dos que sofrem de disfunções mesmo acabam tendo a voz também afetada. Com a confiança no pé, o homem gagueja, desafina. "Isso, óbvio, compromete qualquer conquista", diz o médico, que faz terapia de casais. "Quem se comunica melhor, tem mais chances".

E aí, se a voz não ajuda, todo o resto se dificulta. Como a mulher precisa ser conquistada, gosta de ser cortejada, o homem com a voz prejudicada já sai perdendo. O contrário não acontece, já que do lado de lá, o visual tem muito mais importância. "O homem se sente estimulado pela visão e consegue deixar para segundo plano uma voz desagradável", garante Amaury.


Mesmo assim, eles levam vantagem nessa história. Estudiosos do mesmo departamento de psicologia lá de Nova York descobriram que a mulher tem mesmo a voz mais doce na fase reprodutiva - entre a primeira menstruação e a menopausa. E, durante o ciclo menstrual, ela também se altera: a voz fica mais atraente quando a chance de gravidez é maior.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente