Não quero esse amor

Não, não quero esse amor do século 21. Esse amor banalizado, declarado à tudo e todos que as pessoas encontram no caminho.

"Amo chocolate", "Amo Tom Cruise", "Amo frango frito". EU TE AMO não é bom dia! Realmente, EU TE AMO é bem menos que bom dia.

Quando dizemos "Bom dia" estamos desejando que a pessoa tenha um dia agradável, ou ao menos tendo um gesto de educação e respeito.

Quando dizemos "Eu te amo" da boca pra fora, estamos não só enganando outra pessoa, iludindo, mas fazendo-a acreditar em algo que não existe, e até mesmo despertando nela esse sentimento de uma forma real.

Dizer "eu te amo", pra mim já não é mais suficiente. Diria até que se não houver o "Eu te amo" torna-se até mais verdadeiro, existem outros sentimentos a serem declarados e demonstrados que, hoje, seriam bem mais importantes que ouvir um "eu te amo".

Esse sentimento que sempre tive como o mais puro, que não exige nada, que apenas existe serenamente, agora é o mais desacreditado, o mais vazio, o mais falso.

Espero mudar de idéia, mas hoje é isso.

Não diga que me ama, não diga que sou o amor da sua vida, não diga que sou sua alma gêmea. Se realmente eu for tudo isso, chegaremos a essa conclusão juntos, pois pra ser real tem de ser recíproco.

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento amor