Mulheres, sempre competitivas

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Mulheres sempre competitivas

A história acontece nos contos de fada - e se repete na vida real. Cinderela sofreu com a inveja da madrasta - e das filhas da madrasta - numa competição feroz pelo posto de mais bonita da casa e, claro, de escolhida do príncipe. A história dessas personagens se repete todos os dias, no universo feminino. Umas competem pela atenção, outras pelo emprego e várias pelo mesmo homem.

O psicanalista Bruno Bettelheim, que faz estudos com base em contos de fada, diz que existe mesmo uma tendência à competição no relacionamento entre as mulheres. Segundo ele, por exemplo, a tendência aparece desde cedo entre mãe e filha, quando competem pela atenção do homem e pai, ou pela vantagem que a mãe tem sobre a filha por ser adulta e a filha sobre a mãe, por ser jovem.

E depois, a coisa só "piora". Ou vai dizer que nunca ouviu a máxima ‘as mulheres se arrumam para as mulheres’? Conforme afirma a psicóloga Mônica Soutello, diretora da Clínica Miosótis, esse comportamento tem até nome científico. "Isso se chama ‘homorrivalidade’, ou seja, a concorrência e a competição entre pessoas do mesmo sexo", explica. Entre as mulheres, a comparação é sustentada principalmente pela estética e pela vaidade. No mundo deles, isso também ocorre, mas mais voltado às questões de poder, dinheiro e sexo.

Tudo bem, a gente admite, quer ser mesmo o centro das atenções. Mas é preciso lembrar que as características, assim como a personalidade e o desejo de ser mesmo a melhor é diferente, de mulher para mulher. "Algumas buscam afeição e outras, proteção ou poder. Existe uma infinidade de buscas que fazem com que os comportamentos nesta busca também sejam variáveis. De qualquer forma, é certo que farão o que puderem para chamar atenção", diz. Entre as armas na guerra pelo melhor lugar ao sol, vale tudo: um pouco beleza, uma pitada de dinheiro e uma boa dose de inteligência.


Mas com a ‘nova’ mulher no pedaço - mais madura, mais atuante, mais profissional - a competição muda um pouco seu formato. Mais independente e segura de suas conquistas, a mulher moderna sabe o que é necessário para atingir seus objetivos. "A maneira como lida com a competição aparentemente se torna mais tranquila, pois ela tem noção do que pode e de onde quer chegar". E ela quer chegar longe!

Por Sabrina Passos (MBPress)

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente