Mulher ideal?

Mulher ideal

Do lado de cá, estamos sempre idealizando, pedindo aos céus um príncipe encantado. Mas, e do lado de lá? Será que os homens também sonham com a mulher perfeita?

O Vila Mulher perguntou e se surpreendeu. Nenhum dos entrevistados citou curvas estonteantes ou manequim 36. Pelo jeito, o que realmente torna uma mulher ideal para eles quererem chamá-la de sua é o que está do lado de dentro.

Há quem questione a existência da mulher ideal. “Ela deve estar por aí. O único problema é achar”, brinca o designer gráfico Eduardo Santini, de 27 anos. Segundo ele, o que não pode faltar numa mulher é conteúdo. Além do olhar, que encanta o rapaz, se ela tiver um bom papo, tem várias chances de conquistá-lo. No momento, o coração dele está ocupado. “Já encontrei a minha. Temos nossas pequenas diferenças, mas quando estamos juntos, vejo que tudo isso é muito pequeno”, filosofa.

Para o atleta André Schulze, mulher ideal não existe, cada uma tem seu jeito e sua personalidade. “Se fosse assim, eu iria a uma loja e pediria uma morena, simpática, alta, bonita e com carisma, e com tamanho X e peso Y. Isso não existe, mulher é única, cada uma tem suas qualidades e defeitos, cada uma tem seu valor”, determina. Aos 22 anos, ele admira também o olhar e o toque. Mas na hora de definir, não poupa adjetivos. “Acho que a mulher deve ser verdadeira, meiga, carinhosa, gente boa, ter caráter, fiel”. Haja perfeição.

O professor Miguel Santiago, de 36 anos, também acha que o físico não faz diferença. “Pode ser morena, loira, negra, oriental ou a miscigenação de todas. É linda, não para quaisquer olhos - e sim para de quem a encontra”, diz. Para ele, a parceira perfeita é firme, decidida “e manhosa” de vez em quando. “É sonhadora, mas tem os pés no chão. É segura, mas tem crises de ciúmes. É tranqüila, mas temperamental”, define.

Miguel é também é escritor e, assim com Eduardo e André, gosta da mulher que sabe conversar. Mas ele vai mais longe. “A mulher tem que saber rir e se divertir, ter senso de humor. Gosto de mulher que não tenha pudores entre quatro paredes, que goste muito de beijar, que tenha sonhos, e que corra atrás deles”. Quando questionado se já encontrou a mulher ideal, Miguel é firme: “Já encontrei várias”.

Quem pinta a mulher perfeita, com características específicas, esquece que cada um tem suas necessidades particulares e, por isso, deseja a mulher ideal a sua maneira. Pelo menos é o que pensa o advogado gaúcho Rodrigo Terra de Souza. Para ele, a mulher ideal deve ser amiga, parceira, disposta a estar sempre com ele, para qualquer coisa. “Ela precisa ainda ser inteligente, proativa, sincera e delicada. Auto-estima também não pode faltar”. Aos 27 anos, ele também já encontrou a mulher ideal e namora feliz com ela.

Eles deram a dica. Agora você precisa fazer sua parte. Lembre-se de que tudo que eles querem é uma mulher que se ame e, acima de qualquer coisa, saiba dividir: um bom papo, uma risada, um desejo, uma escolha. Pelo jeito, o ideal deles é alguém que, na matemática do relacionamento, divida para somar.

Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente