Memórias do relacionamento bem guardadas, no papel!

Memórias do relacionamento bem guardadas no papel

Foto: reprodução

Sabe aquelas histórias da vida que, de tão importantes, mereceriam um livro? Basta escrever! Ou então contar com a ajuda de quem transformou a atividade em negócio e, agora, salva as lembranças de famílias inteiras em obras literárias, tudo no papel. A jornalista Fabíola Lago, expert em contar histórias da vida real, resolveu usar seu talento com as palavras para ajudar a preservar a memória das pessoas.

Desde 2007 ela e sua equipe vêm escutando, entrevistando, selecionando dados, mixando textos e escrevendo verdadeiras obras primas, conservando assim histórias que, às vezes, só ficam na memória dos mais antigos. "Toda história é importante. Resgatar a história das famílias, por exemplo, é muito importante porque se trata de uma herança mesmo", defende a proprietária da empresa Case no Papel.

No trabalho que desenvolve, conta com a ajuda do cliente para que a obra fique bem perto da realidade. E organiza a produção de cada etapa do livro, desde as primeiras entrevistas, cronogramas, fechamento de contrato, transcrições, fotos, design gráfico até o texto final. Em um dos maiores trabalhos que realizou, entrevistou 65 pessoas de uma família para presentear a matriarca em seu aniversário de 60 anos. A obra ficou com 160 páginas, com textos e fotos de arquivo.

No caso da história de casais, por exemplo, cada obra vira um romance exclusivo, onde amantes relatam encontros e desencontros. "São histórias únicas, com seus personagens principais, coadjuvantes, cenários, trilha sonora e um final feliz. Só falta mesmo um bom narrador", diz. E é essa lacuna que Fabíola preenche. "Acho que faço um pouco de jornalismo literário. Não há ficção, é tudo super real, mas me permito às devidas licenças poéticas".

Fabíola tem ainda um produto especial para quem vai subir ao altar. A ideia é contar a história do namoro até o grande dia e criar uma lembrança do marco que é o início de uma nova família. "Ter uma história bem escrita sobre esse romance é mais que um investimento: é uma lembrança inesquecível que passará por gerações". Essa recordação pode ser partilhada por pais, padrinhos e amigos próximos ou, ainda ser entregue em formato de lembrancinhas, como mini-livros, por exemplo.


Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente