Me ajudem...

Estou muito confusa com uma decisão que tenho que tomar...

Há quatro anos,tenho um caso com um homem casado;

Ele não tem filhos,é casado ha vinte e tantos anos;sempre traiu a esposa com várias amantes,até que chegou em mim...

Sou divorciada há mais de cinco anos;moro sozinha,mas o respeito muito;cuido direitinho da minha vida,na qual ele nunca teve que fazer nada por mim,que não fosse só me dar carinho e atenção.

Moramos numa cidade pequena,onde todos se conhecem,inclusive nós três(pra variar,moramos em bairro vizinho e trabalhamos os três na mesma empresa,na prefeitura municipal).

Há dois anos atras,a mulher dele soube(por mim) do nosso caso;não tive outra saída a não ser contar tudo pra ela,pois os comentários estavam se espalhando e eu não queria que ela fosse a última a saber.

Me aproximei dela e fui a mais educada possível;não impus,não ameacei,não quis outra coisa a não ser deixá-la a par da situação.

Até deixei bem claro a posição dela na vida dele e disse a ela que devia tentar fazê-lo se afastar de mim,pois eu já não tinha como fazer,por estar apaixonada por ele.

Deixei claro também minha posição na vida dele,sabia que era ela quem tinha prioridade e direito de exigir alguma atitude da parte dele.

Mas não sei bem o que aconteceu,só sei que eles continuaram juntos,aliás,nós ainda estamos todos juntos.

Há um mês e meio atras,não sei porque,se por minha causa ou não,eles tiveram uma grande discussão e decidiram se separar.

Ele até se aproximou muito mais de mim,vinha em minha casa com muita frequência,a qualquer momento,sem se importar com o que os vizinhos iam comentar.

Eu fique feliz,mas meia resabiada,pois nunca acreditei na separação deles,mas ele sempre me confirmava que era pra valer,que tudo estava decidido de ambas as partes e de comum acordo.

Ah,mas o inesperado aconteceu,a uma semana e meia atras,ele veio a ficar doente;devido a estress,nervoso,crises;ele que já tinha pressão alterada normalmente,veio a ter perda de conciência e,obrigado a realizar vários exames médicos pra saber as causas dos sintomas que estava sentindo.

Claro que com isso teve gastos,tempo disponível,solidariedade dos amigos,familiares e da...esposa.

Notei que ele mudou de uns dias pra cá;já não fala mais da continuidade dos seus planos de separação,nem tem vindo me ver com as mesmas frequências de antes.

Penso que talves a doença os tenham deixados sensíveis,confusos em relação ao futuro.

Mas mais confusa estou eu agora,sem saber que devo fazer;abordar o assunto,dar tempo ao tempo,ou vê-los retomarem a vidinha conjulgal?

Amo ele,mas essas dúvidas estão me matando;

As vezes toco no assunto,mas percebo que ele se esquiva,fica agitado,aí me calo e continuo sem nada saber,sem nada resolver.

O incrível é que antes dele ter tomado a decisão da separação,isso nem me encanava muito,mas agora não consigo mais dividí-lo,nem me contentar com os restos que se por acaso,isso vir a ocorrer.

Não estou conseguindo mais me conter,mudei meu modo de ser com ele,sempre estou calada,sem assunto,fria,ausente,sem esperanças...

Fico pensando no que devo fazer,como fazer pra resolver esse assunto com ele;não quero perdê-lo,mas também não sei se consigo dividí-lo mais com ela...

Quase nada mudou,mas pra mim,mudou muita coisa...

Preciso de alguns conselhos...

Beijos...

Comente