Homens na internet... Uma saída?

Casada há 11 anos, obviamente senti o peso de um casamento.

Separar-me? Nunca!

Procurar alternativas? Sempre!

Então pensei cá com meus botões... O que poderia fazer para melhorar minha alta estima me sentir desejada, me sentir importante aos meus próprios olhos?

Sim... Porque percebi que tinha duas escolhas: ou despejar toda a culpa no meu marido (o que fiz, desfiando o rosário inteirinho e sem nenhum resultado) ou tentar descobrir o que havia de errado comigo...

Com a segunda escolha, percebi que nada havia de errado comigo, eu apenas estava insatisfeita... Queria o olhar apaixonado do meu marido novamente... Queria os elogios... Queria o carinho pelo carinho... Enfim... O correto seria pedir isso a ele, e confesso que cheguei a pedir (desfiando o rosário), mas ele não entendeu nada... Afinal o que eu queria mais? Ele não estava trabalhando e sustentando a casa? Sim! Ele não era um marido presente? (isso quer dizer não sair sozinho e ficar o tempo todo em casa?) Sim! Ele não me satisfazia na cama? Bom, às vezes, sim...

O que eu precisava, era de novos estímulos.

Como buscar novos horizontes, sem, no entanto, usar de traição?

Internet... Sites de relacionamentos... Papos pelo MSN...

A principio fiquei encantada com aquele mar de possibilidades. Eu podia escolher o que eu quisesse, magro, gordo, rico, pobre, remediado, mais idade, menos idade, mulato, loiro, moreno, formado, casado, solteiro, separado...

Com o tempo, percebi que não era bem assim: O solteiro que se dizia solteiro, era casado... O Magro esqueceu-se de mencionar a barriga tanquinho (com quatro cobertores dentro) o “Formado”, curiosamente com erros grotescos de português....e assim, caminhava a humanidade.

O f ato é que, entre muitas decepções, encontrei jóias raras... Jóias essas que me trouxeram histórias incríveis e que me deu uma vontade enorme de compartilhar...

Essa é a finalidade desse Blog, contar minhas aventuras pela rede.

Não posso de forma alguma deixar de agradecer minha amiga do coração, a Lu, pois foi ela que me encaminhou por esses caminhos virtuais, onde, com muitos desencantos e encantos, descobrir que, em frente a cada monitor, existe alguém...e dentro desse alguém, um coração pulsa cheio de vida.

Comente

Assuntos relacionados: cabelos loiros