Homens difíceis. Quem encara?

Homens difíceis Quem encara

Você já deve ter escutado a expressão: "As mulheres são de Vênus e os homens são de Marte". Esta frase insinua as inúmeras diferenças entre esses sexos. Convencionalmente, o homem: um desbravador nato. A mulher: uma donzela e espera ser resgatada. Mas e quando os papéis se invertem e o homem espera ser conquistado pela mulher?

O psicoterapeuta sexual e diretor do Instituto Paulista de Sexualidade, Oswaldo Martins Rodrigues Júnior, contextualiza: "As últimas décadas produziram mulheres com algumas características que anteriormente só eram associadas ao comportamento masculino. Isto permitiu a entrada delas no mercado de trabalho e ascensão a postos gerenciais e administrativos".

Segundo Martins não é normal o homem assumir esse papel e se fazer de "difícil". Seria como achar normal afastar-se daquilo que se deseja. Pode ser sinal de dificuldades emocionais. "Isto é sinal de que há algo interno que o afasta de situações que tragam bem-estar e que condiz com a definição de comportamento neurótico", afirma o psicoterapeuta.

Certamente uma mulher que se apaixona por este tipo de homem terá muitos desafios, pelo menos até o primeiro encontro. A estudante de publicidade Alice Menda, 20, conta que já se interessou por um rapaz que se fez de difícil: "Eu estava interessada, eu queria mesmo. Depois de um certo tempo acabei conseguindo. Eles querem mostrar que não são para qualquer uma. Eu fiquei em cima, trocando mensagem, conversando pelo MSN, tentando combinar algo. Até que finalmente fomos ao cinema".

"Mulheres não costumam se interessar por este tipo de rapaz", segundo o psicoterapeuta sexual. "Reconhecer que este determinado homem não cabe em seus planos futuros será a primeira hipótese a ser considerada. O interesse pode ser perdido ao conhecer alguns aspectos que não eram presentes ou perceptíveis num primeiro momento. Estes mecanismos são cognitivos, mas nem sempre são percebidos assim", justifica.

Mesmo as mulheres que nunca conquistaram um rapaz durão, têm opinião sobre o assunto. É o caso da dançarina Celina Rodrigues, 21 anos: "Eu acredito que este tipo de homem tem uma autoestima excessiva e isso faz com que eles achem que podem ter todas as mulheres do mundo. No entanto, são encarados como metidos e as mulheres deixam de se aproximar deles".


Oswaldo pondera, lembrando que há mulheres que podem sim se interessar por homens "difíceis". Eles são exceção à regra e este desafio pode motivar muitas moças, principalmente aquelas para as quais as ações desenvolvidas trouxeram comportamentos paralelos, que não aceitam certas atitudes de alguns homens, especialmente os que exigem o comportamento feminino tradicional. "Elas aprenderam a não aceitar o ‘não’ como resposta", finaliza.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente