Fidelidade ou Monogamia???

Dias atrás durante um aniversário surgiu a conversa sobre a fidelidade, e o maior foco é sempre a fidelidade masculina. Mas o que realmente é fidelidade??? Pude perceber que esse termo tem sido visto como sinónimo de monogamia. Sim!!! Porque todas as pessoas dão sempre a mesma definição para fidelidade:"...ser e estar somente com uma única pessoa", e pela descrição da palavra fidelidade significa compromisso e lealdade com valores e leis sobre questões de nossas escolhas, aquele que não abandona seus seus vínculos, hábitos e atitudes, ou seria leal o que querem dizer??? Mas leal é aquele que é honesto e sincero, que honra um compromisso assumido. Nenhuma definição fala de estar ou ser de uma única pessoa.

Não estou aqui defendendo a infidelidade ou a deslealdade, estou pontuando que as pessoas estão dando um novo sentido para o que essas palavras realmente querem dizer. Mas você pode me dizer que a monogamia está implícita em um relacionamento, é verdade, implícita sim, explicita não, e é isso que está faltando, as pessoas dizerem do fundo do coração que querem ser monogâmicas.

Já observaram que em uma cerimonia de casamento religioso os noivos simplesmente repetem o que o padre ou pastor diz? Não é expontanêo, de coração, de alma. Acho muito interessante a cultura americana nesse ponto, os noivos devem escrever os próprios votos, passa ser uma tarefa de peso, porque aí sim eles fazem um pacto de lealdade, ou seja, de serem sinceros e honrarem um compromisso assumido, e o que vejo principalmente é um compromisso de cuidar um do outro, coisa que a monogamia não exige.

Pesquisas revelam que monogamia não faz parte da natureza humana, que na realidade são raros os animais monogâmico. Na espécie humana a única coisa que mantém a monogamia é a paixão, pesquisas comprovam que enquanto estamos apaixonados nos sentimos plenos e completos, portanto sem o desejo de buscar algo fora daquele objeto de amor. E isso não acontece somente com as mulheres, um homem apaixonado é um homem monogâmico. E aí você me pergunta, então tenho que manter meu objeto de amor apaixonado para o resto da vida para que ele seja só meu??? A resposta é sim!!!

Alguns pessimistas dizem que isso é impossível, será??? Prefiro acreditar que somos muito acomodados e egoístas, que uma vez com alguém passamos a acreditar que o outro tem mais é que nos abastecer de amor. Percebo que a sedução e o enamoramento é a primeira tarefa - que no início nos empenhamos tanto, a ser deixada de lado. Começa o um "descuido" com a manutenção dos sentimentos e a desculpa é sempre a mesma, os problemas do cotidiano, como se antes, durante o namoro ninguém tivesse problemas ou cotidiano.

Voltando a fidelidade ou a monogamia, dizem que o homem é naturalmente infiel, como disse antes essa caracteristica é da espécie humana, os homens estão muito enganados, ou será que não??? Talvez no inconsciente eles saibam disso, isso explicaria o medo mórbido que todo homem tem de ser traído, é uma questão a ser discutida futuramente. O que quero deixar assinalado que os homens aproveitam apenas parte da verdade para justificarem seus comportamentos infantilizados de constantes seduções. É bem verdade que tem muita gente mal amada por aí, mas isso tanto homens como mulheres, então porque só os homens são poligamicos??? Porque se favorecem da cultura de que mulher que trai é vagabunda e homem é garanhão, também porque as mulheres tendem a ter uma auto-estima baixa e acham que "antes com ele do que sozinha", "também tem as crianças" e por aí vai, as mulheres teem sempre grandes desculpas para não tomarem atitude nem mesmo a de não deixar o paixão morrer e preferem se afundarem em ressentimentos e cobranças, somos ótimas nisso!!

Quer dizer que somos as principais responsáveis pela manutenção do amor em um relacionamento??? Sim, somos a energia suprema de um bom relacionamento, sabe porque, porque o cérebro masculino é altamente limitado no quesito criatividade e manutenção de afetividades, alguns são ótimos para seduzir, mas são poucos o realmente sedutores, geralmente são chatos e infantis mesmo!!!

Por isso as pesquisas mostram que as mulheres tem traído mais, parte porque se tornaram independentes financeiramente e isso tem fortalecido muito a auto-estima feminina, também temos que levar em consideração o nível de informação das mulheres, que são sedentas de compreender a alma humana, isso tem as tornado mais preocupadas com uma felicidade plena, ou algo perto disso. Esse ponto tem dado asas a elas que começam a perceber que amores pela metade é coisa de mulher pedaço e não para uma mulher inteira. Creio que isso é o grande ponto da poligamia feminina.

Portanto, pontuo uma vez mais que fidelidade e monogamia são coisas diferentes, tem muita gente cumprindo seus deveres e compromissos e que são poligâmicos. Creio que um dia encontraremos uma forma de sentirmos todos, homens e mulheres, felizes de forma plena com nossos objetos de amor, mas acho que ainda temos um longo caminho de aprendizado a seguir. Enquanto isso vou me mantendo apaixonada na tentativa de ser fiel a ele. E ele??? Isso é uma outra história.

Comente