Festa de casamento: como economizar

Festa de casamento como economizar

Que mulher solteira nunca se imaginou entrando na igreja rumo ao altar com um lindo vestido de noiva? Quando você acha o homem da sua vida e decide se casar, junto com a alegria, muitas vezes vem a preocupação com os gastos, que estão longe de ser baixos, com a cerimônia e com a festa.

Para tentar fazer com que as preocupações sejam menores e as alegrias maiores, o Vila Dois conversou com a sócia da empresa de assessoria de cerimonial Deniluci, Denize da Costa Romero que dá algumas dicas sobre como gastar menos com a organização do “grande dia”.

Há noivas que preferem colocar a mão na massa e correr atrás dos preparativos para economizar em alguns itens. Para o casal que não tem tempo, não quer dor de cabeça e tem um orçamento não tão apertado, a melhor saída é contratar uma empresa de cerimonial. “A empresa conhece vários fornecedores e está acostumada a tratar com eles sempre, dessa forma conseguem descontos, o que é repassado para o casal. Se o casal chega lá sozinho eles vão fazer o casamento deles e nunca mais voltam, assim o fornecedor não vai oferecer descontos.”

Outra dica para é prestar atenção na data do casamento, em meses como maio, setembro, novembro e julho, a procura é maior e os locais aumentam o preço de tudo. “Em meses como agosto, por exemplo, existe aquela crença de ‘mês do cachorro louco’ por isso as pessoas acabam não querendo casar nesta época do ano, o que faz com que a procura caia e os locais e fornecedores acabem fazendo preços mais baratos para atrair os noivos.”

Vale lembrar que essa dica sobre as datas é boa também para a lua de mel, afinal em épocas de temporada os pacotes de viagem acabam ficando com preços bem mais salgados.

Ainda sobre a escolha do dia, vale a pena fazer a festa em um dia de semana, de acordo com Denize, dependendo do local há diferença de 20% a 30% do preço cobrado nos finais de semana e feriados.

Alugar o máximo de coisas possível é outra boa opção, inclusive o vestido de noiva. “Uma opção é fazer o primeiro aluguel do vestido, só você vai ter usado, ele vai ter sido feito para você da mesma maneira que se tivesse comprado. A diferença está no preço, um vestido normalmente custa cerca de R$ 8 mil reais, um de primeiro aluguel R$ 5 mil.” O aluguel também é uma boa para o noivo e padrinhos. O que fica melhor ainda se for feito tudo em um mesmo lugar, de acordo com Denize se todos alugarem no mesmo lugar, as lojas oferecem descontos significativos e até dão brindes.

A idéia de fazer tudo com uma mesma empresa vale também para a decoração e floricultura. “Feche a decoração da igreja e da festa com a mesma empresa, eles sempre dão descontos e brindes como o buquê da noiva, por exemplo.”, explica a cerimonialista.

Na hora de escolher o Buffet não se pode pensar somente em economizar, pois isso pode ser perigoso, nesse caso a melhor coisa a se fazer é pesquisar muito. “Vá a festas organizadas pelos bufês e experimente o cardápio no evento, não vale ir a uma degustação somente com casais interessados. Assim não dá para ter uma idéia real de como vai ser a sua. O mesmo vale para a música, vá a festas em que a banda ou o DJ irão tocar.”

Para não perder dinheiro com as faltas dos convidados a solução é fazer uso da confirmação de presença. No convite coloque números de telefone ou e-mail para que a pessoa confirme a presença, assim não há o risco de você pagar a comida e bebida para convidados que não vão. Quando se contrata a empresa de cerimonial, os funcionários fazem isso de forma ativa. Quando o casamento se aproxima eles ligam para os convidados a fim de confirmar se eles irão ou não.

O Vila Dois enumera também outras dicas valiosas:

- Fechar contratos com um ano de antecedência pode dar margem para negociar descontos.

- O convite pode sair mais barato se você usar papéis nacionais, escolher um modelo do catálogo do fornecedor, trocar o alto-relevo por impressões mais simples e dispensar o serviço de caligrafia.

- Casar na praia ou no campo é muito romântico, mas encarece o orçamento em cerca de 30% pelo deslocamento dos fornecedores que cobrarão mais por isso.

- Fuja de espaços para festa que necessitem de cobertura. Alugue um espaço que não precise de mais esse gasto com tendas, pois os valores são altos e o cálculo é por metro quadrado.

- Para a decoração, escolha flores da estação e abuse das folhagens nos centros de mesa.

- Música ao vivo na festa pode custar o dobro do que um DJ.

- Na escolha do bem-casado vá de papel crepom e fita nacionais.


Anotou todas as dicas? Agora é só segui-las e aproveitar a festa.

Por Larissa Alvarez

Comente