Expor detalhes da vida a dois

Expor detalhes da vida a dois

Quando o namoro fica sério é comum vocês frequentarem a mesma roda de amigos. Você conhece melhor amigas e amigos dele e o contrário também acontece. Depois de vários bate-papos aos finais de semana, surgem alguns comentários sobre a vida íntima de casal nas rodinhas da 'luluzinha' e do 'bolinha'. Sem querer, ele solta aquele apelido que vocês só usam na cama, ou então, a posição preferida na roda.

Mais tarde, você fica sabendo da declaração dele. Se sente exposta, chateada, mas sem pensar que também chegou dar uma espadinha sobre o que ele mais gosta de fazer durante a transa.

O fato é cada vez mais comum e também uma das queixas que Rosa Avello, psicoterapeuta especialista em sexualidade humana pelo Instituto Sedes Sapientiae, costuma ouvir em seu consultório. Expor a vida a dois aos amigos é algo que está se tornando mais frequente. A questão não é dividir com os outros, alguns detalhes da vida íntima, afinal a cumplicidade entre amigos sempre existiu.

"Mas é preciso saber dosar o que e para quem se fala", ressalta a pisicoterapeuta. Uma das razões para a maior exposição da vida do casal é que se está perdendo a noção entre público/privado. "Parte da culpa se deve a influência de novelas e programas que estimulam a exposição da intimidade, agora mais do que nunca com os realites shows. Hoje, o respeito à privacidade é uma virtude", aponta.

Rosa conta que antigamente se uma mulher tinha dúvidas do que fazer na cama ou queria contar as suas aventuras sexuais, compartilhava isso somente com amigas mais próximas. Às vezes não chegava direto ao ponto. "Comia pelas beradas, sem deixar explícito que se tratava dela mesma. Hoje as pessoas logo saem contando tudo, na lata, tem preguiça de lidar com uma boa conversa". Rosa conta que homens e mulheres são indiscretos e expõem hábitos da vida conjugal, não apenas sobre sexo, mas detalhes sobre negócios e família.

Quando se trata de um problema, claro que opiniões alheias são bem-vindas. "Entretanto, ninguém dá o segredo da fórmula mágica. O caminho é a descoberta mútua entre o casal, a atenção ao modo de ser do outro, a coragem da entrega ao dizer o que nos constrange e expõe", ressalta a psicoterapeuta.


Dividir e contar aos amigos momentos bons ou ruins é muitas vezes importante, mas pense que na vida a dois, casais também são cúmplices e gostam de guardar os seus segredinhos, a sete-chaves, de um relacionamento saudável e feliz.

Por Juliana Lopes

Comente