Existe mesmo o tal do "dedo podre"?

Existe mesmo o dedo podre

Você tem "dedo-podre"? Descubra agora! Foto: © Jessica Peterson/Tetra Images/Corbis

O famoso "dedo-podre", você já ouviu falar nisso? Certamente que sim. Essa denominação quer dizer que essa moça de "dedo-podre" teria péssimo gosto para homens, ou então, azar, já que as desventuras amorosas aconteceriam em série, sempre do mesmo jeito.

Homens que não prestam, que mentem, que traem, que são comprometidos, passam pela sua vida um atrás do outro, e você não consegue evitar. Ao mesmo tempo, você acaba dando uma importância imensa a eles, se esforça, mas parece que nada adianta, eles colocam tudo a perder.

Você se sente um imã desse tipo de pessoa e não sabe porque isso acontece sempre. E o pior você começa a se sentir como aquelas personagens de filme, que são amantes e estão sempre sozinhas no dia de Ação de Graças, no Natal e na Páscoa. Você acreditou quando o gato disse que ía largar a namorada que ele dizia ser chata, mas ele acabou escolhendo ela. Você se pergunta o motivo, "onde foi que eu errei?".

O "dedo-podre" é a falta de amor próprio, nada mais além disso. Muitas vezes, acontece de uma mulher se sujeitar a certas situações aparentemente ridículas e humilhantes apenas para ter companhia e se sentir amada, pelo menos por momentos. Pode ser duro, mas é a verdade.

Todo mundo já teve sua fase de péssimas escolhas, e nessas fases temos que usar nossa inteligência emocional. Nessas horas temos que ser masculinas e práticas. Quer chorar? Chore, depois que sair da frente dele, mas faça o que tem que fazer. Se quiser brincar, saiba enfrentar, senão, saia fora.


Por Giseli Miliozi

Comente

Assuntos relacionados: relacionamento namoro dedo podre