Etiqueta e presente de casamento

Etiqueta e presente de casamento

Toda vez que a gente recebe um convite de casamento surge aquela dúvida, o que dar de presente? Ou então quando chega o seu casamento dá até pra ficar sem saber o que fazer, afinal além de milhares de decisões que uma noiva precisa tomar, você ainda fica se perguntando: devo deixar a lista em uma loja? Pedir ajuda para a nossa viagem de lua de mel? Será que vai ser deselegante?

Não faltam novidades em relação ao assunto, as agências de viagem oferecem parcerias para os convidados financiarem a viagem de lua de mel, as lojas se colocam a disposição para receber lista de presentes, mas o fato é que as novidades do mercado não mudam as regras de etiqueta. Para você não escorregar e se tornar deselegante tanto na hora de dar o presente ou dar a festa, o Vila Dois conversou com a consultora de etiqueta Ligia Marques. Confira:

É certo fazer lista de presente de casamento e deixar em lojas?

Não há problema nenhum em fazer lista de presente e deixá-la em lojas especializadas. Isso é prático e evita que se ganhe coisas desinteressantes ou repetidas. O que não podemos fazer, isso sim será muito deselegante, é colocar o cartão da loja ou aquele cartãozinho junto ao convite informando aos convidados onde está a tal lista. Quem se interessar em saber deve perguntar aos noivos e então será informado de que há lista em tais lojas.

Qual é a melhor postura dos noivos quando o assunto são os presentes? É melhor deixar que os convidados escolham o que querem ou o que podem dar?

Cada convidado deve dar o que quer, mas os noivos podem ter uma lista de sugestões em lojas, o que facilita a vida de todos, mas sempre observando a regra fundamental de não colocar o cartãozinho no convite.

E os convidados, o que devem pensar na hora de comprar um presente de casamento?

Em presentes realmente úteis a uma nova vida e que caiba no orçamento. Evitar presentes muito pessoais de decoração como quadros ou gravuras sem ter a certeza de que os noivos vão gostar e que combinam com a decoração da casa deles. Para noivos que vão morar fora, não se deve dar presentes volumosos ou pesados, pois eles terão muito peso para ser transportado e isso acaba sendo um transtorno.

Alguns convidados preferem presentear com dinheiro. É uma postura correta?

Não é correto, nem chique. Pode ser, às vezes, prático para alguns, mas deve-se evitar. Alguns parentes mais íntimos podem fazer esta opção, mas deve ser em último caso. O ideal do presente é que ele deixe transparecer que o convidado parou e pensou nos noivos, no que eles gostariam de ganhar, e então escolheu com carinho algo bem especial. Dinheiro é como se estivesse cumprindo uma obrigação de presentear.


Atualmente, existe uma prática em que os noivos conversam com agências de viagem e os convidados, ao invés de dar um presente, colaboram com alguma quantia em dinheiro para financiar a lua de mel dos noivos. O que você acha disso?

O fim! Presentear em dinheiro é válido quando, por exemplo, os noivos vão morar no exterior e levar os presentes para fora é bem complicado. Financiar a lua de mel é algo totalmente deselegante, embora possa ter virado modinha. Assim como os cartõeszinhos no convite indicando a loja de presentes, cortar a gravata do noivo ou uma cinta liga da noiva, essa história de colaborar com a viagem é de péssimo gosto.

Por Larissa Alvarez

Comente