Estudo mostra que mulheres nunca esquecem um rosto

Mulheres nunca esquecem um rosto

Mulheres possuem memória fotográfica melhor que a dos homens, segundo estudo. Foto: © WESTEND61Westend61/ Corbis

As mulheres jamais esquecem um rosto, é o que diz um estudo publicado na revista Psychological Science que explicou porque as mulheres são dotadas desta capacidade.

Nos primeiros momentos em que nos encontramos com alguém, automaticamente e sem perceber as mulheres gravam o maior número de informações visuais sobre quem está na nossa frente. Nós estudamos os olhos, o nariz, as maçãs do rosto, a boca e, em seguida, ordenadamente conseguimos guardar essa informação em local reservado em nossos cérebros para acessar numa próxima vez em que se deparar com esta pessoa.

Para descobrir isso, pesquisadores da Universidade McMaster, em Ontário, Canadá, usaram a tecnologia eye-tracking; basicamente, um capacete com duas pequenas câmeras que monitoram a direção para onde os olhos da pessoa se movem. Em um experimento, os participantes foram apresentados a 120 rostos, incluindo nomes, ao longo de quatro dias. Cada dia em que cada um viu três diferentes conjuntos de 10 fotografias - muitas vezes se repetia alguém do dia anterior. Ao final a pergunta foi se eles tinham visto a pessoa antes, e, em caso afirmativo, qual era o nome dessa pessoa. Um segundo experimento foi semelhante, mas, mais curto, feito em apenas um dia. Cada face estava na tela durante cinco segundos de cada vez.

Todas as vezes as mulheres eram melhores do que os homens em reconhecer os rostos que tinham visto antes e se lembrar dos nomes. Eye-trackers mostraram que as mulheres passaram mais tempo olhando para diferentes características faciais do que os homens. Mas, a cientista responsável não achou o resultado muito expressivo. Jennifer Heisz, autora do novo estudo, disse, "Vamos dizer que só foram introduzidas 10 novas pessoas, em média as mulheres reconhecem sete faces, enquanto os homens só iriam reconhecer cinco ou seis caras". Não é uma grande diferença, mas demonstra realmente uma vantagem sobre os homens nesse quesito.

Será que isso explica aquela "estranha atitude" masculina de não reconhecer alguém com quem saiu na semana passada? Os cientistas disseram que é possível treinar técnicas para melhorar essa memorização. Fica a reflexão para essa semana. Que tal, meninas?


Por Giseli Miliozi

Comente