Ensaio com o vestido de noiva até debaixo d´água

Ensaio com o vestido de noiva até debaixo d´água

Ensaio feito em Florianópolis/Casal Marilin e Luiz

Para guardar no coração esse momento tão especial que é o casamento muitas noivas fazem questão de comprar o vestido da festa ao invés de alugar. As noivinhas que recentemente disseram sim no altar agora tem uma nova utilidade para eles.

Nos Estados Unidos, algumas americanas adotam o "Trash the dress" (vestido no lixo), conceito que o fotógrafo Anderson Miranda trouxe há menos de um ano ao Brasil. Logo na lua-de-mel, elas aproveitam para fazer tudo o que quiser com vestido, com direito a um ensaio fotográfico. "Algumas chegam até a rasgá-lo, mas particularmente não gosto", conta.

Anderson conheceu a ideia por meio de alguns amigos, outros fotógrafos profissionais. No início, as noivas tinham uma certa resistência, o que acontece ainda hoje. "Mas no final, eles entram no clima", acrescenta. Geralmente, o ensaio é feito logo após o casamento, ou um ano depois do casório, se o vestido servir, é claro.

Os locais do ensaio são os mais diferentes possíveis. O fotógrafo escolhe desde mercados, cachoeiras, florestas, além de praias paradisíacas, como as de Andaluzia, no sul da Espanha, com direito a fotos dentro d´água. "As cores do mar mediterrâneo, com degradês de azuis e verdes formam um espetáculo à parte", opinou o próprio fotógrafo em seu blog sobre o ensaio de Verônica e David.

A maioria das fotos é feita em Florianópolis e Anderson escolhe a dedo todos os lugares. Um de seus favoritos é a Ilha do Campeche, próximo à cidade e considerado patrimônio histórico. Ele conta que passou por uma certa burocracia para fazer as fotos por lá. "O cenário é tão espetacular quanto muitos lugares da Europa. A cor do mar e o efeito com os rochedos rendeu ótimas fotos".

[galeria]

Mas nem por isso ele deixa de fazer também no campo. O profissional deixou as fotos do casal Marilin e Luiz com clima mais bulcólico e romântico. Ao contrário do que se pensa, o ensaio é só feito com a equipe de fotografia, em média apenas duas pessoas. Como a intenção é deixar o mais natural possível, as noivas não levam maquiadores ou cabeleireiros, pelo resultado dá para perceber que nem precisa mesmo.

A locação para duas ou três horas, mais 24 ampliações de 15x21 e um slideshow em DVD, custa R$2000. Você também pode incluir mais fotos a parte, com um custo adicional. O fotógrafo também elabora um livro especial e ainda oferece o serviço de making of da produção em vídeo. Há também pacotes especial para quem quiser presentear os noivos com a sessão. Mais informações no site do próprio fotógrafo (http://www.andersonmiranda.com.br/).


O profissional Max Wagner também segue a linha de fotografias que fogem do senso comum. Ele não chega a fazer um ensaio pós-casório, mas aproveita o próprio casamento para registrar situações e lugares um tanto inusitados, com uma criatividade sem limites. Claro que às vezes o cenário pode ajudar, mas é indiscutível a sua sensibilidade em buscar a beleza de cada detalhe. Veja você mesma em http://www.maxwanger.com/.

Por Juliana Lopes

Comente